Frente de Luta contra a Reforma Universitária derrota governistas no DCE da UEPA

Terminou na madrugada desta quarta-feira a apuração dos votos das eleições para o Diretório Central de Estudantes da Universidade Estadual do Pará (DCE-UEPA). A Chapa 2, “Mudar o Rumo dos Ventos”, ligada à Frente de Luta contra a Reforma Universitária, foi a grande vitoriosa com 1.321. A Chapa 1, “Quem vem com tudo não cansa”, ligada à UNE e ao PCdoB, obteve 943 votos, e a Chapa 3, “Reviver UEPA”, do PSDB, ficou com 326.

Esta foi uma vitória histórica, pois foi fruto de anos de luta e oposição à burocracia da União da Juventude Socialista (UJS), corrente ligada ao PSdoB e que dirige a União Nacional de Estudantes (UNE). A UJS dirigiu o DCE da UEPA por três anos de forma antidemocrática e praticando fraudes, além de defender o governo que ataca a educação.

À frente do DCE, destruíram todo o patrimônio da entidade, levando consigo até mesmo computadores e linha telefônica. Quando a derrota se aproximou, tentaram ainda sumir com algumas urnas dos campi do interior. Foi tudo em vão: foram expulsos da universidade pelos estudantes.

Resistência, unidade e vitória
Depois de muitos anos de eleições com chapa única, em que a UJS se recusava a disputar, impugnando todas as chapas de oposição, fraudando Conselhos de Entidades de Base e manobrando a comissão eleitoral, a unidade dos lutadores foi a ferramenta fundamental para a nossa vitória.

A ocupação da reitoria da UEPA no primeiro semestre deste ano já foi uma prévia do nosso poder de mobilização. Vencemos e resistimos na ocupação, mesmo sob os ataques físicos dos governistas do PCdoB e do PT. A Frente de Luta já anunciava, naquele momento, que ia mudar os rumos dessa história.

As urnas foram o reflexo disso, a resposta dos estudantes que hoje dizem não aos governistas e à direção majoritária da UNE, dos que querem construir uma nova direção para o Movimento estudantil.

Agora, mais um DCE de luta se soma aos tantos outros espalhados pelo país. Juntos, travaremos muitas lutas contra os ataques dos governos federal e estaduais, ataques esses que são cada vez maiores. Temos uma grande tarefa pela frente, e só a unidade dos lutadores poderá levar à vitória.

*Renata é estudante de Medicina da UEPA.