Após irregularidades, Justiça anula eleição de sindicato de metalúrgicos em Minas

A 33ª Vara do Trabalho em Belo Horizonte MG) reconheceu as inúmeras irregularidades denunciadas pela Chapa 2 (Conlutas) durante o processo eleitoral para a renovação da direção do Sindicato dos Metalúrgicos de Belo Horizonte e Contagem, ocorrido entre os dias 15 e 17 de abril. A decisão anula o pleito e ordena à atual direção do sindicato (CUT) chamar novas eleições.

Ficou provada a fraude eleitoral montada pela CUT durante o processo. A direção do sindicato aparelhou completamente a entidade utilizando toda a estrutura. Foi utilizado um batalhão de bate-paus. Houve até mesmo tiroteiro na frente da entidade. Essas atitudes impossibilitaram a chapa 2 de permanecer no processo eleitoral. A chapa exigiu, sem sucesso, a retirada dos bate-paus armados do sindicato e garantias de segurança para a categoria e militantes.

Além disso, a Justiça entendeu o que a Oposição Metalúrgica havia denunciado: as condições não eram as mesmas para as duas chapas. Cabe agora, a garantia das mesmas condições para as duas chapas na disputa.

Chamamos a todos os militantes honestos do movimento sindical e popular, ligados à Conlutas, a entrarem com toda a força na campanha da Chapa 2 nesta disputa contra todo o aparato do Governo Federal, Estadual e municipais. Esta é uma vitória de toda a classe trabalhadora.