Estudantes ocupam reitoria da USP

Cerca de 350 estudantes estão, agora, dentro da reitoria da Universidade de São Paulo (USP). O grupo resolveu ocupar o prédio após ter realizado uma audiência pública para debater e organizar a resistência aos decretos do governador José Serra, que impõem a precarização e a privatização das universidades estaduais paulistas.

A reitora, Suely Vilela, foi convidada e não compareceu na audiência nem enviou representante. Os estudantes, então, foram até a reitoria para exigir um posicionamento público da mesma acerca dos decretos.

Neste momento, os estudantes estão realizando uma plenária para definir a pauta de reivindicações. Além de exigir uma posição sobre os decretos, o movimento quer a realização de um Conselho Universitário aberto e o atendimento de questões específicas da USP, como a solução de problemas na moradia e a contratação de professores. Os estudantes também querem a garantia de que não vai haver punição aos ocupantes que estão mobilizados para defender o ensino público e de qualidade.