Encontro estadual garante unidade das lutas

Para aumentar a mobilização nas universidades paulistas, foi realizado do dia 6 o III Encontro das Universidades Estaduais Paulistas, com a participação de mais de 700 estudantes e funcionários das três instituições. Foram pautadas nas discussões a luta contra os decretos de Serra, a conjuntura atual e a campanha contra a reforma universitária. O papel do movimento estudantil também foi discutido.
“A greve da Unesp e a ocupação levaram um número grande de estudantes à discussão de movimento estudantil e educação, e também de um projeto de sociedade“, afirmou Diego Vilanova, estudante de geografia da Unesp de Presidente Prudente e militante do PSTU.

Foi aprovada uma pauta unitária entre todos os segmentos em greve das três universidades, que contempla a revogação dos decretos e extinção da Secretaria de Ensino Superior, 11,6% do ICMS para as universidades, 2,6% para o Centro Paula Souza e 33% para a educação em geral no estado. Também foi deliberado um calendário unificado de lutas entre os dias 11 e 15, a construção de uma plenária nacional dos estudantes em luta no dia 16 e a criação de um Comando Estadual de Greve, eleito pelas assembléias das universidades. “O encontro era o que faltava para garantir a unidade das três estaduais contra os ataques do governo estadual, e também contra a reforma universitária de Lula”, declarou Diego.

Foi aprovado também o slogan “a UNE não fala em nome dos estudantes em luta”, como resposta ao oportunismo dessa entidade de tentar tomar para si as mobilizações que ocorrem pelo país, apesar de inicialmente ter sido contra a ocupação da USP.

Próximos passos
Além da ocupação da reitoria da USP, a greve atinge 32 cursos da capital e os quatro maiores campi do interior, a Unicamp e a Unesp, onde há ocupação de diretorias.

Mas no último dia 11 os docentes da USP decidiram em assembléia suspender a greve. Os estudantes, porém, continuam parados e se mantêm na reitoria da universidade. Nos próximos dias, os estudantes decidirão em assembléias os rumos do movimento.

Post author Ivan Valério, de São Paulo
Publication Date