Em Ipiaú (BA), PSTU ocupa espaço deixado pela direitização do PT e do PCdoB

Em Ipiaú, cidade ao sul da Bahia, o PSTU lançou a candidatura do Professor Albione, ativista ligado ao movimento sindical e linha de frente das últimas greves do município e do estado. O quadro que se desenhou em Ipiaú foi o que se repetiu em várias cidades do Brasil, uma fusão do PT com o PSDB ou com PP de Maluf, e o PCdoB junto com antigos carlistas, mostrando a tamanha degeneração desses partidos.

Frente a essa situação, o PSTU assumiu o espaço que antes era do PT, o lugar das lutas, das greves, da independência e da verdade. O PSTU surge como uma terceira alternativa aos trabalhadores, sendo grande o número de apoiadores que já procuram o partido, dentre eles, professores, estudantes e comerciários que já se somam à campanha do partido.

A agenda do PSTU está bem dinâmica. As panfletagens já começaram e nossas visitas aos bairros periféricos e ao centro estão a todo vapor. Mas a campanha do PSTU não é feita apenas com panfletagens e carro de som pelas ruas. Estamos, também, utilizando as eleições para oferecer cursos de formação política aos que se aproximam e para aliar nossa candidatura a todas as lutas dos trabalhadores.

Já está articulada uma reunião com pastorais da igreja para dar um grande peso ao Grito dos Excluídos que ocorre todo ano em várias cidades país, no mês de setembro.