PSTU Iguatu (CE)

Desde o início da pandemia da Covid-19, o que se pode ver e perceber foi uma completa e total irresponsabilidade e uma negligência absurda por parte do governo Bolsonaro, tanto pelo fato de tratar a pandemia como uma brincadeira, uma gripezinha ou uma simples virose que dá e passa, como também pelo fato do próprio governo está escondendo os dados reais da pandemia, como número de mortos e infectados, também soma-se a isso a falta de testes necessários para se obter os números reais, falta do cumprimento das mediadas adotadas e orientadas pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e dos profissionais da saúde do país.

No município de Iguatu, Ceará, não é diferente. Em especial, os trabalhadores dos Correios, que por meio do Sindicato fizeram uma denúncia formal à empresa sobre os diversos casos que testaram positivo para o novo coronavírus entre trabalhadores do Centro de Distribuição (CDD) e na agência localizada no município. O mais interessante de tudo isso é que várias empresas em outros locais foram fechadas, mas não se entende como uma empresa pública, a qual a prefeitura municipal de Iguatu tem o conhecimento dos casos, não teve fechamento, seguindo o que determina a OMS.

Cobramos das devidas autoridades que seja tornado público a real situação dos trabalhadores dos Correios para que sejam tomadas as devidas medidas de proteção, não só dos trabalhadores e de suas famílias, mas também de toda a população de Iguatu. Se em outras cidades e outros estados que têm um número muito maior de trabalhadores do que aqui, quando se tem um caso que testa positivo as unidades são fechadas, por que que aqui no município de Iguatu, que tem uma unidade muito menor, e que tiveram uma quantidade significativa de testes positivos segundo a diretoria do sindicato ainda não foi fechada? Mesmo as autoridades competentes tendo o conhecimento do caso não foi feito nada.

Questionamos e cobramos das autoridades que sigam as orientações sanitárias da OMS e das Diretrizes Nacionais de Saúde, que dizem que “onde testar um positivo para o vírus, que esse local seja isolado por quinze dias”.

Cobramos e exigimos que as autoridades competentes tomem as devidas medidas de proteção tendo em vista o grau de propagação e contaminação por parte do novo coronavírus. Vale salientar ainda que no município estamos em lockdown, justamente pelo alto índice de infectados e número de mortos que só aumentou após a flexibilização do isolamento social.