É hora de romper com a UNE e construir a Conlute

Dezenas de Centros Acadêmicos, DCEs e Executivas de Cursos já romperam com a UNE e a tendência é que esse processo se aprofunde a partir do congresso que será realizado em Goiânia (GO) a partir de 29 de junho. Trata-se de um movimento histórico e objetivo diante do caminho sem volta tomado pela entidade.

A estratégia da UNE é garantir a governabilidade de Lula e para isso rompeu a unidade do movimento estudantil e rasgou sua Carta de Princípios. A unidade tão necessária para derrotarmos a reforma foi destruída pela burocracia da entidade.
As diferenças entre os governistas e os lutadores são irreconciliáveis. Qualquer frente única com o aparelho da UNE só serve para desviar a luta, frear os estudantes e impor a linha do governo. Enfrentar as reformas neoliberais de Lula e do FMI significa necessariamente enfrentar a UNE. Permanecer nos marcos da UNE é semear ilusões e gastar energia numa luta estéril, inglória, uma vez que os estudantes, principalmente das universidades públicas, não a tem mais como referência. Pelo contrário, a UNE e o PCdoB foram literalmente expulsos dos DCEs das federais.

Tendo isso em vista, cerca de 80 entidades e centenas de lutadores vêm construindo a Coordenação Nacional de Luta dos Estudantes, a Conlute. A unificação nacional das lutas contra a reforma Universitária não é um capricho, mas sim uma necessidade, e a Conlute está a serviço desse desafio. Não podemos ficar reféns da UNE e não temos tempo a perder! Está na hora de derrotar a reforma, romper com a UNE e fortalecer a Conlute!

Post author
Publication Date