Declaração unificada no 17º aniversário da Intifada

Declaração da União da Juventude Árabe para América latina e do PSTU no 17º aniversário da Heróica Intifada Palestina

O povo palestino que foi submetido à autoridade do mandato colonial Britânico imediatamente após a Primeira Guerra Mundial, não conseguiu, igual os demais povos da região, de obter a sua independência política, por ter que enfrentar à invasão sionista que no ano 1948 usurpou o seu território, massacrou milhares, expulsou grande parte para países vezinhos e estrangeiros, instalou seu Estado Sionista artificial de caráter colonial sobre o 80% do território palestino, e depois de 1967, ocupou o resto do território nacional.

O povo palestino não perdeu somente o controle político da sua própria pátria, más também a propriedade física dessas terras; foi privado não somente de seu direito inalienável à autodeterminação, más também do direito elementar de viver – trabalhar e comer – sobre seu próprio solo.

Surge a Intifada como a expressão mais alta da luta do povo palestino, ela é o produto de 86 anos de luta permanente contra as invasões imperialistas na Palestina, pela liberdade e a autodeterminação. É o compromisso de gerações de um povo que luta há 55 anos com pedra e corpo, contra o pior inimigo da humanidade: O SIONISMO. O levante popular palestino, a “Intifada” iniciada no dia 9 de dezembro de 1987, é consagrada como a página mais brilhante na história da revolução palestina.

A Intifada tem conseguido constituir um processo irreversível, no qual participam todos os setores do povo palestino, com a convicção de conquistar seus legítimos direitos nacionais. Quando a Direção Nacional Unificada da Intifada declarou no seu chamamento Nº 3, no dia 18 de Janeiro de 1988, sua reivindicação pela Iiberdade e Independência, foram inspiradas as massas palestinas com o espírito nobre que abraçou a fé e a esperança pela possibilidade real da vitória. A Intifada consegiu através da luta, de transformar o lema da libertação e independência, da possibilidade histórica á possibilidade real, explodiu a agitação popular e as moblilizações vastas, com a arma mais poderosa que é o sacrifício pela vida e a unidade para resistir e combater á ocupação sionista-israelense, iniciando uma nova era da luta palestina, num forma muito avançada. Uma de sua vitórias mais destacadas tem sido trasladar o centro e a base da luta palestina para o interior da Pátria ocupada.

Sem dúvida, a vitória mais importante a curto prazo da intifada tem sido a Declaração de Independência do Estado Palestino, duratnte a seção do último Conselho Nacional Palestino em Argelia no dia 15 de Novembro de 1988. Talvez é a primeira vez, na história da luta árabe-sionista, que nosso povo se encontra nestas condições históricas possíveis. Desde muito tempo, o lema de liberdade e independência começou a penetrar na profundamente na mentalidade e a consciência palestina, mas o desencadeamento da Intifada conseguiu colocar o caráter realista da luta, especialmente quando o povo a tomou a intifada como a única alternativa para recuperar o seu território e o direito à vida.

Apesar do silêncio dos governos árabes, sua incapacidade de votar em seu favor nas suas cúpulas, pelo fato de estarem submetidos na sombra do imperialismo, a Intifada invadiu toda casa e consciência árabe e tem hoje o total apoio de todos os setores do povo, que inspira esperança e verdadeiras mudanças na sua vida através das vitórias da heróica intifada, e é o exemplo mais vivo para a resistência heróica do povo iraquiano. A Intifada promoveu o espírito revolucionário de todos os povos em luta pela autodeterminação, inspirou o impulso pela libertação, e conseguiu o apoio de todos os povos dignos, que começaram com suas mobilizações a presionar aos governos para repensar em relação à suas políticas com o Estado sionista. Graças a Intifada, a posição palestina tem adquirido um amplo apoio de muitos governos amigos.

A mudança qualitativa que conseguiu gerar a Intifada na política internacional, é mostrar para o mundo que o povo palestino é ele quem determina a política, e só ele quem decide pelo seu próprio futuro, assim foi, através do rechaço e repudio às conspirações covardes desde os acordos da Paz Injusta de Oslo até cordos Ginebra, e que a Intifada é a única ameaça para a estabilidade do Estado Sionista de Israel.

A intifada demonstra hoje para o mundo que a revolução palestina não é uma agrupação de escritórios, ou de apenas um grupo limitado que o exército sionista pode destruir, mas sim, é a viva e criadora expressão da vontade do nosso povo pela vida, e seu enorme desejo de libertação e independência, e que a revolução palestina não esta só, más sim, é uma parte da revolução internacional contra o imperialismo pela libertação e a autodeterminação.

A Intifada está crescendo com suas raízes na terra ocupada, e no céu dos profetas, hoje cumpre seus 17 anos e entra no seu 18º ano de luta permanente, e continuará até conseguir os seu objetivos sagrados.

  • Abaixo o Estado Sionista-Nazista de Israel produto do imperialismo!!!
  • Abaixo os Governantes árabes traidores órfãos da dignidade!!!
  • Viva a luta do Povo Palestino e sua mais alta expressão a Intifada!!!
  • Viva a resistência do Povo Afegão e Iraquiano !!!
  • Fora as tropas imperialistas do Afeganistão, do Iraque e da América Latina!!!
  • Não à ALCA!!! Viva a luta dos povos!!!
  • A paz só é possível se derrotamos o imperialismo.

    União da Juventude Árabe para América Latina (UJAAL)
    Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado

    [email protected]