Debate no Cariri sobre revolução egípcia e a juventude reúne mais de 200

A luta histórica da classe trabalhadora egípcia produziu seus efeitos no interior do Ceará. Mais especificamente na cidade de Crato, onde se localiza a Universidade Regional do Cariri.

Bem, ainda não há aqui a mesma insurreição das massas árabes, mas a ANEL – Cariri conseguiu congregar, neste dia 1º de março, mais de 200 estudantes de diversas universidades e escolas da região para discutir e tentar compreender aquele processo tão rico e contagiante.

À mesa do evento estavam os professores Fábio José (Sociólogo, Historiador e militante do PSTU) e o professor Thiago Magno (professor de História e estudante da URCA). Em suas exposições, os palestrantes localizaram a história contemporânea do Egito, o significado dessa revolução em um dos países mais importantes para a dominação imperialista na região e seus efeitos nas lutas das massas em todo o mundo.

A atividade, muito bem aceita pelos estudantes que estão construindo as lutas em suas universidade/escolas, faz parte de um calendário de iniciativas e atividades financeiras da ANEL – Cariri rumo ao primeiro Congresso da Entidade que, assim como os lutadores da Praça Tahrir, buscará garantir a unidade nas lutas da juventude para que possamos construir uma sociedade livre do jugo e da exploração capitalistas e finalmente podermos transformar nossos sonhos em realidade!