Creche garante participação das mulheres no Conat

Quem vê a defesa apaixonada de posições na plenária e a agitação geral do Congresso não imagina que perto dali crianças descem em tobogãs, escalam ou pulam na cama elástica, alegremente. Isso porque a equipe de organização do Conat se preocupou com os todos os aspectos necessários para garantir uma participação ativa das mulheres. Essa é uma tradição no movimento operário que abraça a luta contra a opressão e o machismo e incentiva a participação política feminina.

`Cromafoto`O ambiente da creche é tranqüilo. Em meio à jardins podemos encontrar um brinquedo para escalada, uma cama elástica e um tobogã. Dentro do salão, encontramos também crianças brincando com quebra-cabeças e outros jogos. A creche funciona das 8h às 22h durante todos os dias de congresso. Diariamente, cerca de 60 crianças são atendidas crianças de todas as faixas etárias e, no local, estas são divididas em três grupos: crianças de 4 meses a 2 anos, de 3 a 6 anos e de 7 a 13 anos.

As mães aprovaram a idéia. Segundo Maria Ozeni, da Ocupação Pinheirinho, em São José dos Campos, a idéia é maravilhosa. “Só pude vir ao Conat porque soube que haveria creche para deixar a minha Raquel. Isso deixa as mães mais tranqüilas para participar dos debates e votações”, afirmou

“Aqui nós garantimos tudo que a criança precisa, desde as refeições até as trocas de fraldas. Também fazemos várias atividades recreativas para entreter as crianças”, disse Lígia Paro, uma das monitoras da creche.

“Nós temos uma programação para cada faixa etária e realizamos estas atividades para garantir o bem-estar das crianças e a tranqüilidade das mães que, dessa forma, podem participar melhor dos debates”, concluiu Lígia.