Conquistas na campanha pelos presos de Caleta Olivia

A luta contra a criminalização dos movimentos sociais tem hoje um de seus centros na defesa dos companheiros presos de Caleta Olivia (Argentina), por lutarem contra o desemprego.

Nesta semana, a campanha por sua libertação deu um salto aqui no Brasil. Em São Paulo, no último dia 11, foi realizado um ato na Câmara Municipal com a presença do vereador Carlos Giannazi, do PT, e representantes dos mandatos dos vereadores Cláudio Fonseca e Beto Custódio, também do PT, além de representantes do PSTU, da Pastoral Operária e da LIT.

No ato, foi formado o Comitê contra a Criminalização dos Movimentos Sociais e pela Libertação dos Presos Políticos de Caleta Olivia e aprovado um calendário de atividades (Veja box).

Em Porto Alegre, no dia 13, uma delegação esteve no consulado da Argentina: Julio Flores e Vera Guasso, do PSTU, estudantes da UFRG, dirigentes sindicais e um representante do Gabinete do Deputado Estadual Dionilson Marcon (PT). O Cônsul comprometeu-se a enviar para a Argentina o relato da visita e os informes da repercussão da campanha.

No Rio de Janeiro, também foi ao consulado argentino uma delegação de parlamentares, dirigentes políticos e sindicais coordenada por Cyro Garcia, bancário e membro do PSTU.

Na Argentina, o juiz que está instruindo o processo dos presos de Caleta foi visitá-los na prisão e prometeu melhorar as condições carcerárias. Além disso, a prefeitura da cidade assumiu o compromisso de pagar uma pensão de 450 pesos para cada uma das famílias dos presos, que já se encontram em condições alarmantes.

Em virtude dessas pequenas vitórias, a greve de fome que os presos vinham fazendo foi suspensa. Com certeza, a campanha internacional ajudou muito que tudo isso ocorresse, um sinal de que ela precisa ser intensificada até conquistar a libertação de todos os presos.

25 de novembro
Ida à Embaixada da Argentina em Brasília

10 de dezembro
“Natal sem presos políticos” com manifestações nos consulados no Brasil

20 de dezembro
Vigílias no dia internacional de um “Natal sem presos políticos”

Post author
Publication Date