Congresso de petroleiros reafirma luta contra as reformas em Sergipe e Alagoas

Com o lema “Lutar contra as reformas do governo Lula em defesa dos direitos dos trabalhadores”, o Sindipetro SE/AL realizou nos dias 15 a 17, em Maceió (AL), seu 16° congresso, o maior dos últimos anos, com 109 delegados.

As principais resoluções internacionais foram: integração da entidade na campanha internacional pela nacionalização do petróleo e do gás em toda a América Latina; participação na reunião preparatória do encontro internacional a ser organizado pela Central Obrera Boliviana (COB) e Conlutas; envio de um representante à viagem organizada pela Conlutas ao Haiti.

Na discussão sobre conjuntura nacional, o congresso aprovou as seguintes campanhas: contra a reforma da Previdência e demais reformas neoliberais; contra a política econômica do governo Lula; pela reestatização da Vale do Rio Doce e demais empresas privatizadas, contra as privatizações; por uma Petrobras 100% brasileira; contra a transposição do rio São Francisco.

Um dos pontos mais calorosamente debatidos foi o da reorganização do movimento operário. O representante do PSOL, Paulo Pasin, e o conjunto da militância deste partido, baseados na decisão de seu recente congresso, apoiaram a resolução apresentada pelos militantes da Conlutas que faz um chamado à Intersindical e a outras entidades para que empenhem esforços na construção de uma nova alternativa unitária de luta. O congresso aprovou a resolução por unanimidade.

Homenagem a Moreno
No final dos trabalhos do sábado os militantes do PSTU de Sergipe e Alagoas convocaram um ato em homenagem a Nahuel Moreno, dirigente e fundador da LIT (Liga Internacional dos Trabalhadores). Estiveram na mesa Alejandro Iturbe, membro da LIT, Toeta Chagas e Igor Baimar, representando o PSTU, e Heitor Pereira, dirigente do PSOL que reivindicou Moreno e sua atuação na Liga Operária. Participaram da atividade mais de 60 ativistas, entre delegados, estudantes da UFAL e do CEFET/AL.
Post author Roberto Aguiar, de Aracaju (SE) e Américo Gomes, da direção nacional do PSTU
Publication Date