Companheiro Clóvis, presente!

É com imensa tristeza que o PSTU recebeu a notícia do falecimento do companheiro Clóvis Oliveira, do CEDS (Centro de Estudos e Debates Socialista). Desejamos solidariedade e força a todos os familiares, aos companheiros de militância e aos amigos.

Como quem levava a sério o que Marx dizia, de que os trabalhadores não são atores, mas autores de suas histórias, Clóvis dedicou sua vida a construir alternativas para organizar a classe. Foi um quadro reconhecido do movimento sindical e político brasileiro. Ajudou a fundar o PSTU, criou o CEDS e foi seu principal dirigente. No movimento sindical, atuou no movimento de professores, foi fundador da CUT e da  CSP-Conlutas.

Clóvis travou o bom combate. Não fazia falsos consensos, não procurava acordos onde não existiam, mas tampouco encontrava desacordos onde se podiam construir sínteses. Defendia suas posições de maneira firme, com convicção. Mas principalmente com honestidade, lealdade e muito respeito aos diferentes.

Seu mais importante legado foi a dedicação à luta da classe trabalhadora. Porém, um militante não se mede apenas pelos grandes feitos, mas também por gestos simples. E certa vez deu uma demonstração rara. Ganhou um prêmio numa ação entre os trabalhadores. Como sabia que os recursos eram para ajudar a luta, ficou apenas com parte do que ganhou e repassou o restante para financiar a causa da classe trabalhadora.

Clóvis se vai hoje, mas deixa uma história de luta e abnegação. Fará falta! Que sua ausência se transforme em luta e força para superar este momento!

Companheiro Clovis Oliveira, presente!

Direção Nacional do PSTU

24 de julho de 2018