Comitê Nacional pela reestatização da Embraer será lançado

No dia seguinte à audiência, na sede da CTB em São Paulo, foi realizada a primeira reunião do comitê nacional pela readmissão dos demitidos e pela reestatização da Embraer. Compareceram representantes da Conlutas, da Intersindical, da CTB e da Nova Central Sindical, além de importantes entidades dos movimentos populares, como MTST, MUST, Pastoral Operária, entre outras.

O objetivo das entidades envolvidas no comitê é seguir a luta contra as 4.270 demissões na Embraer e pela criação de uma legislação nacional que proteja os trabalhadores brasileiros das demissões coletivas e imotivadas.
Esta decisão do comitê demonstra que a luta contra as demissões na Embraer vai extrapolar em muito a luta específica desta empresa, pois o objetivo do movimento é conquistar uma “Lei Embraer” que proteja o conjunto dos trabalhadores do país contra as demissões.

Além de seguir a campanha de votação das moções e a distribução do cartaz nacional da campanha, foram definidas uma nova reunião do comitê nacional na Câmara de Vereadores de São José dos Campos, com data a ser definida, e a construção de um manifesto nacional que dê as bases políticas para o desenvolvimento da campanha pela reestatização da Embraer.

Ato de lançamento
O lançamento do comitê ocorre no próximo dia 15 de abril, às 17 horas, na Assembleia Legislativa de São Paulo. O evento será pela reestatização e também pela imediata readmissão dos trabalhadores.
Post author
Publication Date