A energia elétrica no Brasil

No ano de 1879, é realizada a primeira experiência pública com lâmpada elétrica no Brasil, na Estrada de Ferro D. Pedro II, atual Central do Brasil. O Domínio da energia estava nas mãos de duas empresas privadas: a Light e a AMFORP. Na década de 20, elas dominavam São Paulo (capital e interior), Rio de Janeiro e a maioria das capitais. Elas tinham o direito de corrigir suas tarifas e recebiam o correspondente em ouro: era a chamada ‘cláusula ouro’.

A primeira intervenção direta do governo federal no setor de energia foi em 1945, quando foi criado a Chesf (Companhia Hidroelétrica de São Francisco). Sua tarefa era construir a Usina Hidrelétrica de Paulo Afonso, inaugurada em 1955.
Sob a ditadura militar, a base da ELETROBRÁS, com a Eletronorte (1973), houve a criação de várias empresas estatais nas regiões. A partir de 1973 veio sendo consolidada Eletrosul (1968), Furnas (1957) e Chesf (1945).

Nos anos 90, inicia-se a privatização. Atualmente o go­verno federal passou a implementar uma privatização indireta, por meio das PPPs (Parcerias Público-Privadas).
Post author da redação
Publication Date