Moradores das Ocupações Willian Rosa,  Marião e Professor Fábio Alves fecham o anel rodoviário

Em Contagem (MG), moradores das Ocupações Willian Rosa,  Marião e Professor Fábio Alves fecham o anel rodoviário em protesto contra o mandado de despejo, pelo pagamento da bolsa moradia, pela construção imediata dos apartamentos e contra a Vale e a omissão dos governos. Confira a nota do Luta Popular sobre a ação:

Na manhã desta terça-feira (29), o anel rodoviário, próximo ao bairro Betânia, está fechado pelos moradores das Ocupações.

As famílias das Ocupações Willian Rosa e  Marião reivindicam o pagamento da bolsa moradia e a imediata construção dos apartamentos, como acordado com os governos do município de Contagem e de Minas Gerais.

Os moradores da Professor Fábio Alves exigem a suspensão do despejo e a retomada das negociações com o governo, verdadeiro responsável por apresentar soluções ao problema da moradia, tão grave em todo o Brasil.

Os moradores das Ocupações também protestam contra a Vale do Rio do Doce, empresa que na última sexta-feira matou mais de 200 pessoas, a maioria delas trabalhadores da própria instituição.

Como parte atingida por esse crime, pois parte do povo trabalhador desse país, saímos as ruas em repúdio à empresa e aos governos que, ora expulsa o povo pobre de suas casas para garantir mais terras para os mais ricos e ora mata esse mesmo povo, os bichos, o meio ambiente, para ganhar cada vez mais dinheiro, obtendo cada vez mais lucro!

Os moradores das Ocupações Willian Rosa,  Marião e Professor Fábio Alves englobam mais de mil famílias que lutam pela garantia do direito básico que é a moradia!

Essas famílias sem teto hoje saem as ruas e exigem uma solução para esse problema que se aprofunda ainda mais nesse momento de crise econômica onde milhões de famílias sofrem as consequências do desemprego, da inflação e do alto custo de vida.

Reivindicando portanto, a solução do problema da falta da moradia. Despejo não é solução mas mais opressão do povo pobre, preto, trabalhador!

Ocupação do anel viário pelos moradores das ocupações.

Exigimos a volta da mesa de negociações

Exigimos o julgamento dos culpados pela tragédia de Brumadinho! Exigimos a reestatização da Vale do Rio Doce e que o controle seja dos trabalhadores!

Exigimos do governo de Jair Bolsonaro que não privatize as empresas estatais, como já encaminhado nos primeiros dias de governo! E assim também exigimos do governador de Minas Gerais, Romeu Zema, que não privatize as empresas públicas do estado, principalmente a Cemig!

Ocupações WILLIAM ROSA, MARIÃO é FÁBIO ALVES!
Movimento Luta Popular/ CSP Conlutas

 

Redação