Votar em Alckmin para punir o PT?

Existem trabalhadores que estão decepcionados com Lula e optam por votar em Alckmin para “punir o PT”.

Isso também é um grande equívoco. Ao votar no PSDB/PFL esses trabalhadores estão fortalecendo a oposição de direita, que passa por uma grande crise política. Caso não obtenha uma grande votação, a crise da oposição burguesa vai se aprofundar depois das eleições.

PSDB e o PFL são os partidos da direita tradicional do país e desejam apenas voltar ao governo para roubar e aplicar a mesma política econômica que favorece os ricos e prejudica os trabalhadores. Foi o governo de FHC que introduziu com toda força o projeto neoliberal no país. Nesse período, o desemprego aumentou de forma assustadora, as dívidas externa e interna do país explodiram. Foi com PSDB/PFL no governo que foram realizadas as privatizações – na verdade doações – de 133 estatais brasileiras. As privatizações foram certamente a maior roubalheira já vista.

Grampos mostraram que a privatização da Telebrás teve a interferência direta de FHC para beneficiar um grupo de empresários. A negociata teve valor estimado em R$ 24 bilhões. Apesar do escândalo, FHC conseguiu evitar a CPI.

Agora o escândalo do dossiê também mostra outras sujeiras da oposição burguesa. Auxiliada pela grande imprensa, finge desconhecer o conteúdo do dossiê apreendido. Nele estão fotos que mostram José Serra, então ministro da Saúde, entregando ambulâncias a políticos envolvidos na máfia dos sanguessugas. Os Vedoin disseram ter depositado milhões em contas de laranjas para honrar o combinado com o empresário Abel Pereira. Ele seria o intermediário do atual prefeito de Piracicaba, Barjas Negri, colaborador íntimo de José Serra, a quem substituiu como ministro da Saúde em 2002.

O envolvimento do PSDB torna “piada de salão” os discursos em defesa da “moralidade” proferidos por Geraldo Alckmin, aprendiz de FHC. A falsa moralidade tucana contrasta com o passado corrupto deste partido no poder.
Post author
Publication Date