Universidades Estaduais Paulistas fazem caminhada ao Palácio Bandeirantes na quinta-feira

Acompanhe a cobertura da passeata pelo Blog em tempo realO movimento iniciado pela ocupação da reitoria da USP por estudantes, em 3 de maio passado, expandiu-se para Unesp e Unicamp. Na próxima quinta-feira, estudantes, servidores e professores das três universidades estaduais farão uma passeata até o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. O objetivo da manifestação é exigir que o governador José Serra (PSDB) receba o movimento e atenda à pauta de reivindicações.

O principal fator que mobiliza as universidades paulistas é a contrariedade aos decretos de Serra que retiram a autonomia das instituições, colocando-as sob controle direto do Estado. Os três setores das três universidades vão exigir de Serra que retire os decretos. As universidades estaduais paulistas, neste momento, estão em greve.

O movimento virou pauta importante dos principais meios de comunicação do país, chamando a atenção para a situação precária do ensino superior no Brasil, ainda que com o enfoque reacionário da grande maioria da mídia. O fato é que a luta em defesa da educação e contra a privatização do ensino não pode mais ser ignorada. O debate, focado, inicialmente, nos decretos de Serra, traz à tona o tema da reforma universitária de Lula e coloca na pauta do dia a necessidade de lutar, através de ações diretas e legítimas do movimento, contra a mercantilização da educação.

Os manifestantes sairão da reitoria da USP, no dia 31, às 12h45, e devem chegar ao Palácio por volta das 14h. O PSTU apóia a luta dos estudantes, servidores e professores das universidades paulistas, e sua militância estará presente nesta caminhada.

LEIA TAMBÉM: