Uma Edição especial para encerrar um ano especial

O Opinião Socialista encerra 2006 trazendo a você um jornal com uma retrospectiva e um balanço do que houve de mais importante no ano. Preparamos uma edição especial, com um projeto gráfico exclusivo e com mais páginas.

O balanço do ano tem uma importância muito grande, pois em 2006 foi fundada uma nova entidade nacional, a Conlutas, depois que a CUT tornou-se um braço do governo no movimento sindical. Também foi neste ano que muitos trabalhadores do país puderam contar como uma alternativa de esquerda nas eleições, a Frente de Esquerda, contra a falsa polarização PT e PSDB.

Em 2006, Lula e o PT encerram seu primeiro mandato e preparam, com seus aliados, as reformas e ataques dos próximos quatro anos.
Foi também o ano em que Bush viu seus planos no Iraque irem por água abaixo, diante da resistência do povo iraquiano.

Neste número, publicamos artigos com um balanço detalhado sobre a reorganização do movimento de massas, a conjuntura nacional e a internacional, além da atuação do PSTU no período.

Com esta edição especial, fechamos o ano e desejamos aos nossos leitores um 2007 repleto de lutas e vitórias. A primeira edição de 2007 chegará aos leitores no final de janeiro. Até lá, acompanhe as notícias em nosso portal e aproveite esta edição. Para ler e guardar.

JANEIRO
O diretor-gerente do FMI, Rodrigo Rato, visita o Brasil para elogiar o presidente Lula pelo pagamento antecipado de US$ 15,57 bilhões da dívida com o Fundo.

FEVEREIRO
Milhares de pessoas tomam as ruas do Haiti no dia 13, em repúdio à fraude nas eleições, realizadas no dia 7. Na Palestina, o Hamas vence as eleições, expressando o repúdio da população contra os acordos de
Oslo assinados entre o imperialismo e a Al Fatah.

MARÇO
Com os crescentes escândalos envolvendo seu nome, o então ministro da Fazenda Antonio Palocci finalmente cai, após as denúncias do caseiro Francenildo Santos Costa, o Nildo.

ABRIL
Depois de três meses de lutas, greves e ocupações, realizadas pela juventude na França, o primeiro-ministro Dominique Villepin anuncia a substituição do CPE (Contrato Primeiro Emprego), por um “dispositivo de inserção no mundo do trabalho para os jovens em dificuldade”.

MAIO
Violência em São Paulo mostra a impotência do Estado. Ataques atribuídos ao PCC (Primeiro Comando da Capital) colocam trabalhadores em pânico e provocam matança e repressão por parte da polícia nos bairros pobres da capital.

JUNHO
Ato em União dos Palmares (BA) lança oficialmente a Frente de Esquerda (PSOL-PSTU-PCB), que tem Heloísa Helena como candidata a presidente. No Chile, estudantes protagonizam as maiores mobilizações por melhores condições de ensino.

JULHO
Apática, a seleção brasileira é derrotada pela França por 1 x 0 e deixa a Copa do Mundo. O Portal do PSTU publica um especial sobre a Copa, com destaque para a
História das Copas e o blog Arquibancada.

AGOSTO
Pela primeira vez, Fidel Castro se afasta do poder, por motivos de doença. Em seu lugar, assume seu irmão, Raul Castro. Ofensiva militar de Israel contra o Libano é derrotada pela resistência do Hizbollah.

SETEMBRO
Após um mês de greve, os operários da Volkswagen são traídos pela sua direção, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, que realiza um acordo com a empresa permitindo a demissão de centenas de operários.

OUTUBRO
No dia 12, o cinema mundial perde o cineasta italiano Gillo Pontecorvo, diretor de “A Batalha de Argel”. O governo de frente popular de Lula conquista seu segundo mandato.

NOVEMBRO
George W. Bush é derrotado nas eleições legislativas norte-americanas, numa demonstração de insatisfação da população do país com a guerra no Iraque. Pouco antes das eleições, a imprensa divulgou que 2.800 soldados dos EUA morreram na guerra.

DEZEMBRO
Morre um dos mais sanguinários ditadores da América Latina, o general Augusto Pinochet. Sob seu regime, cerca de 3 mil pessoas foram mortas no Chile.
Neste mês agrava-se a crise na aviação e o Congresso Nacional aprova o Supersimples.

Post author
Publication Date