PSTU-SP realiza evento “Outros Maios virão” nesta sexta-feira

Cartaz de divulgação
Reprodução

O PSTU de são Paulo, junto com a Liga Internacional dos Trabalhadores – Quarta Internacional (LIT-QI) promoverá, nesta sexta-feira, dia 16, o evento “Outros Maios virão”. Valério Arcary, historiador e dirigente do PSTU, Atnágoras Lopes, operário da construção civil de Belém (PA), e Ana Luísa Martins, da juventude do PSTU, falarão sobre os acontecimentos que marcaram o ano de 1968, suas lições e influências nos dias de hoje.

A estudante Ariana Gonçalves, uma das organizadoras do evento, acredita que “é fundamental o debate, pois o maio de 68 francês representou uma das maiores lutas que a juventude já protagonizou e influenciou jovens de todo o mundo”. Ela compara a ação dos estudantes da década de sessenta à dos estudantes de hoje: “no ano passado, houve diversas ocupações de reitoria no país, ocupações que foram contra todo o projeto de educação que o governo quer implementar nas universidades, o Maio de 68 está mais atual do que nunca”.

Em artigo, Valério Arcary afirma que “a história tem a ambição de atribuir sentido ao passado, e não é casual que os historiadores marxistas tenham entre as suas preferências o estudo daqueles processos que desafiaram as forças de inércia que aprisionam as sociedades”. Essa é a dimensão do tema que vai ser debatido.

O evento ocorre na a partir das 18h30, na sala P65 do Prédio Velho da Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), que fica na rua Monte Alegre, 984, bairro de Perdizes. A entrada é franca.

  • Leia o artigo de Valério Arcary sobre Maio de 68
  • Visite o Especial Maio de 68