Professores no Ceará continuam em greve e ocupam a Assembleia Legislativa

Nenhum direito a menos! Todo apoio a ocupação da Assembleia Legislativa!Na manhã dessa quarta-feira dia 28 de setembro os professores do estado do Ceará foram surpreendidos com mais um ataque traiçoeiro do governo Cid Gomes. O governador mandou para Assembleia Legislativa uma mensagem dividindo a carreira dos professores entre aqueles que só tem o ensino médio e os graduados. Dessa forma, o governo tenta burlar a lei do piso, deixando a grande maioria da categoria sem receber nenhum aumento. Além disso, essa divisão acaba com a carreira, desrespeitando os interstícios de 5% e destruindo direitos históricos dos professores.

Felizmente, os professores responderam a altura esse ataque. O ato que estava marcado para o Palácio da Abolição foi mudado para a Assembleia Legislativa, e lá os professores lotaram as galerias e o hall de entrada, mostrando aos deputados que não estamos dispostos a deixar que eles desrespeitem a educação do estado. Uma comissão foi recebida pela Assembleia, entretanto, os deputados do PT, PCdoB, PSB e outros membros da base aliada do governo Cid, se mostraram intransigentes em reconhecer o direito dos professores, e mantiveram o regime de urgência na mensagem do governador, mostrando claramente de que lado estão. Agora, a mensagem pode ser aprovada a qualquer momento por essa Assembleia corrupta e vendida, com tem mostrado os recentes escândalos dos banheiros públicos.

Contudo, o tiro do governo pode sair pela culatra. O golpe fez com que a categoria se inflamasse mais e decidisse por ocupar a Assembleia Legislativa para derrubar a mensagem do governo, tendo três professores inciado uma greve de fome. Diversas escolas que já haviam retornado as aulas voltaram a paralisar suas atividades e estão se somando a mobilização. Agora a luta não é só para que o governo cumpra a lei do piso na atual carreira, é também uma luta em defesa dos direitos históricos conquistados pela categoria.

A CSP-Conlutas está junto com os professores no apoio a ocupação, tanto com ajuda estrutural como em pessoal. Chamamos a todos lutadores que se somem aos professores na assembléia legislativa para garantir a vitória do movimento.