PPP é chamariz para financiar campanha petista

O PT está organizando comitês de empresários em várias cidades do país, para discutir o projeto Parcerias Público-Privadas (PPP) em tramitação no Congresso. Com isso, ele atrai a burguesia para o financiamento da sua campanha eleitoralA idéia é tão simples quanto perversa. O PT planeja arregimentar cerca de 20 mil empresários em mais de 5 mil municípios brasileiros. Organizados em comitês, os empresários captariam recursos para as candidaturas petistas e, em troca, negociariam com o PT projetos baseados nas PPPs. O Diretório Nacional do partido gastará cerca de R$ 25 mil por mês nesses comitês, que contarão com a coordenação do empresário paulista José Carlos da Almeida.

Entre os empresários contatados pelo partido figuram nomes de proprietários de grandes empresas brasileiras, como, por exemplo, Lawrence Pih, dono da Moinho Pacífico, o maior moinho de trigo da América Latina. O encarregado pelo PT para comandar os empresários do Mato Grosso do Sul é José Carlos da Costa, proprietário da JB, maior produtora de carne do país.

O projeto dos comitês empresariais foi lançado oficialmente pelo Diretório Nacional do PT em abril, durante a inauguração do Conselho Nacional de Empresários. Tal conselho reúne 50 grandes empresários de todos os estados e serve como modelo para os Conselhos Municipais. No entanto, apesar de não ser um projeto recente, até agora não se sabia da ligação entre os comitês empresariais e o projeto de Parcerias Público-Privadas elaborado pelo governo Lula.

Muito além das eleições

Os comitês estão sendo formados, primeiramente, objetivando a captação de recursos para as candidaturas petistas nas eleições municipais de 2004. Segundo a notícia do lançamento do Comitê Nacional, divulgado pelo próprio site do PT, em abril, “só a atitude de apoio de empresários conhecidos a candidaturas petistas numa localidade tem um impacto significativo sobre o eleitorado”.

Porém, a estratégia de organizar empresários em núcleos do PT muito mais além das eleições. Segundo revela a mesma notícia do site petista: “os comitês continuam atuando após a eleição, com acompanhamento da aplicação de programa de governo e proposição de políticas públicas ao Legislativo e Executivo municipais”. O PT prova, assim, que continua a se organizar em núcleos de base, como em sua fundação. O que muda é a classe que o sustenta.

SAIBA MAIS

Alguns dos empresários que compõem os comitês do PT nos estados

SÃO PAULO
Lawrence Pih – Moinho Pacífico

RIO DE JANEIRO
Jorge Olmar Marialva Copello – Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro

ALAGOAS
Joaquim Antonio Brito – Cia. Energética de Alagoas

ESPÍRITO SANTO
Manoel Wanderley de Oliveira – Vitória Transportes

GOIÁS
Aguimar Jesuíno da Silva – Pecuarista

RONDÔNIA
Nério Lourenço Bianchini – Madeireira Catarinense
Post author Diego Cruz, da redação
Publication Date