Polícia cerca o Pinheirinho

Moradores denuncia PM por incêndio a ônibusDaqui de dentro do Pinheirinho, recebemos a informação de que a desocupação da Polícia Militar começará em pouco menos de duas horas. A PM já fechou uma das vias de acesso, a Estrada do Imperador. É bem provável que a desocupação ocorra pela manhã. É mais do que certo que os agentes policiais não apresentarão identificação na hora da invasão.

Companheiros do MTST relatam sua dificuldade em chegar até o Pinheirinho devido ao cerco nas estradas. Estão aqui, também um grupo de estudantes da USP.

O clima é de extrema tensão. Ninguém dorme. As famílias estão nas ruas da comunidade, inclusive as crianças. Os homens e mulheres estão a postos na entrada principal. Os “soldados do Pinheirinho”, homens e mulheres, muitos trabalhadores da construção civil que ajudaram a levantar os edifícios do recente boom imobiliário de São José dos Campos compõe este exército de guerreiros. Eles prometem lutar até o fim.

Uma pessoa que furou o bloqueio policial e conseguiu entrar aqui disse que “a PM está tocando o terror” nas redondezas. Um ônibus foi incendiado em frente da comunidade. A Justiça, o prefeito e o governador Geraldo Alckmin terão muito o que explicar nos próximos dias.

Não sabemos se será possível uma nova postagem. O que precisamos agora é uma vigília na Internet. Vamos continuar atualizando as informações no Twitter. Se a PM invadir mesmo, vamos seguir denunciado aos quatro cantos o crime que está prestes a ser cometido aqui.