Pelo Mundo

AFEGANISTÃO

Votos e armas

Apesar de as eleições não serem um método tradicional nos regimes islâmicos, o Ocidente está conseguindo enfiar-lhes goela abaixo. Em Cabul (capital do Afeganistão) há 8 mil soldados da Otan e 5 mil militares afegãos; na zona fronteiriça com o Paquistão, 18 mil militares dos EUA. Tudo para garantir a “democracia”.

Com apenas três semanas de campanha, as eleições não conseguiram envolver a população e foram marcadas por denúncias de fraude – 14 dos 15 candidatos renunciaram.

BOLÍVIA

Um ano depois: justiça aos mortos de El Alto

A Guerra do Gás, que derrubou o presidente Gonzalo Sánchez de Lozada, o Goni, completou um ano neste dia 12 e diversos atos lembraram os mortos e feridos nos combates na capital e em El Alto. Cresce o movimento para responsabilizar o ex-presidente pela participação direta na morte de, pelo menos, 77 pessoas. No dia 11, foram exumados corpos de vítimas da repressão nos levantes, para somar mais provas contra os responsáveis pelo massacre. O processo contra Goni está no Congresso Nacional desde o dia 5 de março e ativistas esperam recolher um milhão de assinaturas exigindo a punição.

INGLATERRA

FBI ataca sites da rede CMI

Na quinta-feira, dia 7, o FBI fez mais um ataque à rede Centro de Mídia Independente. Sem nenhuma justificativa, foram apreendidos dois servidores na Inglaterra onde estavam hospedados mais de 20 sites da rede CMI. Com isso, diversos sites da rede, entre eles o brasileiro (midiaindependente.org), ficaram fora do ar.

Esta é a terceira vez que o governo Bush ataca diretamente a rede. Em outras ocasiões, o FBI exigiu a identificação dos usuários do site.
Post author Por Cecília Toledo
Publication Date