Parabéns a Bush?

No dia seguinte à vitória de Bush, Lula telefonou para ele, dando os parabéns. Nós perguntamos: parabéns por quê? Em nome de quem Lula parabeniza o maior genocida dos dias de hoje? Os trabalhadores brasileiros têm motivos para saudar essa vitória?

Eles não, mas Lula sim. Ele é o testa-de-ferro de Bush na América Latina, tanto que mereceu a “honra” de comandar as tropas que estão ocupando o Haiti em lugar dos soldados americanos. “O Brasil tem sido uma força estabilizadora para o continente”, disse o embaixador americano John Danilovich, em Brasília. Em outras palavras: Lula ajudou os EUA a “pacificar” a região, além de ser o mais disciplinado na aplicação dos planos colonialistas para o continente. O presidente brasileiro é o mais aguerrido nas negociações da Alca.

Quanto à guerra no Iraque, Lula não faz qualquer objeção mais séria. Preferiu ficar em cima do muro, o que também ajudou os EUA. Fato que não deixou de ser reconhecido pelo embaixador americano: “Há várias maneiras de apoiar a guerra. O Brasil defende a liberdade, a justiça, a democracia e o livre mercado. Pela sua natureza e conduta, o Brasil, como exemplo, dá apoio à guerra contra o terrorismo”. Agora Lula se prepara para retomar as negociações da Alca com Bush, e assim transformar o Brasil num quintal dos EUA. Não foi à-toa que Bush retribuiu a gentileza de Lula, enviando agradecimentos pela sua saudação.

Nós chamamos todos os trabalhadores e a juventude a colar a cara feia e odiada de Bush na Alca, para retomar a luta contra esse acordo e o governo entreguista de Lula.

Post author
Publication Date