Oposição surpreende nas eleições de petroleiros do Rio de Janeiro

Entre 12 e 14 de abril, aconteceu a eleição para a diretoria do Sindicato dos Petroleiros do Rio de Janeiro (Sindipetro-RJ). A chapa da oposição, “Pra Mudar o Sindicato”, obteve 43% dos votos, e o principal tema dos oposicionistas era o “Basta de FUP e CUT”. A chapa da situação, composta basicamente por militantes petistas, reelegeu-se com 57% dos votos.

Vitória da oposição nas principais unidades
Apesar de um resultado final favorável à chapa da situação, os companheiros que realizaram a campanha do “Basta de FUP e CUT” se sentem vitoriosos. A oposição venceu com boa margem de votos entre os companheiros da ativa nas duas principais unidades da Petrobrás, contra o pessoal encastelado no sindicato há mais de 15 anos.

Relações com entidades
A força de nossa campanha revelou o que a base pensa sobre a atual gestão do sindicato, marcadamente antidemocrática, incapaz de mobilizar a categoria e de levar um enfrentamento conseqüente contra a direção da Petrobras e o governo. A eleição também permitiu que se desenvolvesse um importante debate sobre qual relação devem ter os petroleiros com entidades como a FUP (Federação Única dos Petroleiros) e a CUT. Na campanha, a oposição denunciou amplamente à base a burocratização da Federação e a conversão governista da CUT.

Manter a Oposição unida e organizar as campanhas na base
Passada a eleição, o pessoal da Chapa 2 está longe de se sentir derrotado ou desanimado. Pelo contrário, mostrou do que é capaz uma oposição, e agora vai partir para a mobilização.

Esta semana já estarão na base discutindo como rechaçar a proposta rebaixada do governo na questão da participação dos (enormes) lucros da Petrobras, como organizar as Comissões de Base e como enfrentar a FUP, a CUT e o governo Lula para barrar a reforma Sindical.

Post author
Publication Date