Notas

  • RATOEIRA I
    Lula reuniu-se com seus ministros e pediu que todos mostrassem “o que está sendo feito” pelo governo. Para dar o exemplo, ele mesmo dará entrevistas em programas de TV. O primeiro já foi gravado, com Ratinho. O apresentador foi recebido por Lula e Dona Marisa nos jardins do Palácio, com direito a show da dupla sertaneja Bruno e Marrone.
    Em tempo: a participação em programas populares foi usado por Fernando Henrique e pelo ex-ministro Serra em momentos de crise.

  • RATOEIRA II
    `ArteCriado em 1944, na Conferência de Bretton-Woods, o Fundo Monetário Internacional completa 60 anos em julho. A instituição diz que existe para evitar crises nos países, mas, na prática, a história é outra e sua cartilha levou muitos países latino-americanos à bancarrota.

    A imagem do Fundo é tão ruim que, na Argentina, a diretora Anne Krueger é conhecida como a “irmã malvada de Freddy Kruger“. Mas o FMI não parece ligar pra isso. Tanto que já está praticamente certo que o novo diretor-gerente será Rodrigo Rato. Ex-ministro das Finanças da Espanha, Rato é apoiado pela União Européia e pelos EUA, mas, ainda assim, muitos governos latino-americanos acreditam em suas promessas de apoio nas negociações dos compromissos com o FMI.

  • FIM DA FILA
    As declarações de que os arquivos sobre a guerrilha do Araguaia foram queimados já tinham deixado o presidente da Comissão de Mortos e Desaparecidos Políticos, Luís Francisco Carvalho Filho, frustrado. Agora, ele pediu demissão. Carvalho diz que há um ano familiares dos desaparecidos pedem para serem recebidos por Lula, em vão. Neste período, Lula já concedeu 50 audiências a empresários.

  • NA FONTE
    Não há limites para o Big Brother Brasil. Os participantes do próximo BBB4 terão de ler “1984”, de George Orwell. O diretor do programa, o Boninho, declarou que quer “deixar claro que há um Grande Irmão no comando“. Ele, é claro.

  • ‘AI, QUE LOUCURA’
    Na quarta, 21, um grupo organizado pelo movimento Viva Rio foi até a favela da Rocinha para o que batizaram de “Dia do Carinho“. Distribuindo flores aos moradores, estavam várias socialites, como Lilibeth Monteiro de Carvalho, ex-esposa de Fernando Collor, e Narcisa Tamborindeguy, famosa pelo bordão ‘ai, que loucura’ e por animadíssimas festas na Zona Sul carioca.

    As famosas não poderiam ter escolhido dia pior para a presepada. Tiveram de se esconder de tiroteio e foram recebidas com frieza e revolta. Moradores com cartazes pediam melhores condições de vida e exigiram o Dia do Emprego e o do Saneamento Básico.

  • SIM, SENHORA
    A governadora do Rio, Rosinha Matheus, revelou sua submissão à ideologia machista. Disse: “a palavra final, numa família, tem de ser do marido“. Deve ser por isso que Garotinho ainda é anunciado como governador.

  • RISCO ZERO
    O governo prepara mais um presente aos banqueiros, um programa de empréstimo aos aposentados. A idéia é repetir o acordo com as centrais, no qual o trabalhador é descontado em folha e a inadimplência é zero.

  • TOME NOTA

    VIGÍLIA – O Comitê pela Libertação do companheiro Gegê realizará, nesta terça, dia 27 de abril, uma vigília a partir das 10h, na Av. Abraão Ribeiro, 313, Barra Funda, em São Paulo. Luiz Gonzaga da Silva, o Gegê, é dirigente da Central de Movimentos Populares e coordenador do Movimento de Moradia do Centro.
    CORREIOS – A Chapa 1, formada pelo PSTU e independentes, venceu as eleições para o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios do Rio Grande do Sul, com 41,8% dos votos. A eleição foi de 6 a 8 de abril.

    Post author
    Publication Date