Notas

PÉROLA
“Eu faço o que eu quiser do terreno. É problema meu”

FISGADO – O bispo Marcelo Crivella (PRB-RJ), novo ministro da Pesca, fez questão em mostrar que sua nomeação foi simplesmente para selar a aproximação do governo Dilma com os evangélicos. “Eu não ponho uma minhoca no anzol”, disse.

ARROCHO – O senador Cyro Miranda (PSDB-GO) está revoltado com a extinção do chamado 14° e 15° salário aos senadores. “Tenho pena daqueles que são obrigados a viver com R$ 19 mil”, disse.

DEMISSÃO NA AMBEV
No dia 12 de março, a empresa AmBev de Jacareí (SP) demitiu Joaquim Aristeu, o “Boca”, alegando “justa causa”. A justificativa foi a publicação no site da CSP-Conlutas e nas redes sociais de um artigo em seu nome, responsabilizando a empresa no acidente dentro da fábrica, que provocou a morte de um terceirizado, um jovem de 25 anos que deixou sua esposa grávida. A demissão é um ataque à organização sindical na AmBev. Mande uma moção para a AnBev em jcfmello@ambev.com.br e ouvidoria@ambev.com.br, com cópia para secretaria@cspconlutas.org.br

CRIME ENCOMENDADO
Na madrugada do dia 24, Valdir Dias Ferreira, 40, Milton Santos Nunes da Silva, 52, e a companheira Clestina Leonor Sales Nunes, 48, membros da Coordenação Estadual do MLST (Movimento de Libertação do Sem-Terra) de MG, foram executados com tiros na cabeça na rodovia MGC-455, em Uberlândia. Segundo a direção do MLST o crime foi encomendado. Acampados na Fazenda São José dos Cravos, no município do Prata, no Triângulo Mineiro, eles eram lideranças do acampamento que luta pela posse da terra em uma disputa judicial com a usina Vale do Tijuco (com sede na cidade de Ribeirão Preto-SP). A usina entrou com pedido de reintegração de posse com o objetivo de manter a área dedicada à monocultura da cana-de-açúcar.

CACHOERIRA DE DENÚNCIAS
Mais uma vez, o DEM (antigo PFL) está no centro de um grande escândalo de corrupção. Desta vez o protagonista é o senador Demóstenes Torres, suposto defensor da ética no Congresso. O senador possui uma estreita relação com o contraventor Carlinhos Cachoeira, famoso bicheiro e operador de uma rede de jogos de azar, preso durante a Operação Monte Carmelo da Polícia Federal. Revelações divulgadas nas últimas semanas mostram que até uma geladeira e um fogão importados, ambos no valor de R$ 27 mil, foram presentes do bicheiro ao senador, além do depósito de R$ 3 mil realizado por Cachoeira para pagar uma conta de táxi aéreo de Tavares. Além disso, há quase 300 ligações entre os dois.

CORAÇÃO DAS TREVAS
O Ministério Público do Pará apresentou uma denúncia criminal contra um oficial do Exército por crimes da ditadura. O alvo da ação é o Major Curió, acusado pelo desaparecimento de militantes da Guerrilha do Araguaia. Em 2009, Curió abriu seu arquivo pessoal sobre a Guerrilha, que confirma a execução sumária de 67 guerrilheiros. Pelos serviços prestados à ditadura, em 1980, foi nomeado interventor de Serra Pelada (PA). À frente do garimpo, promoveu terror, corrupção, violência e superexploração contra garimpeiros. Fundou sua própria cidade, Curionópolis, da qual foi prefeito duas vezes, em gestões com denúncias de corrupção. Entretanto, a justiça federal do Pará rejeitou o pedido do MP.