Nota pública do Fórum Estadual em Defesa do Transporte Público de Teresina: ‘A luta continua’

‘A luta continua, prefeito a culpa é sua! Revogação do aumento da passagem já!´Desde junho, o prefeito de Teresina, Elmano Ferrer (PTB), ameaçava aumentar o preço da passagem de ônibus em Teresina, e desde então um conjunto de entidades do movimento estudantil sindical e popular, vem se organizando em torno do Fórum Estadual em Defesa do Transporte Público para barrar o reajuste e debater, com a sociedade, a melhoria do transporte coletivo em nossa cidade. Desde lá o Fórum já fez dois seminários para discutir o tema, duas audiências com a prefeitura e indicou a economista Verônica Paraguassú para acompanhar a planilha de custos de operação do SETUT (Sindicato dos Empresários do Transporte Urbano de Teresina), além de convocar e organizar três manifestações nos meses de junho e julho em Teresina.

Diante das constantes ameaças de aumento, no dia 25/08 (quarta feira) representantes do Fórum de lutas exigiram nova audiência pública com a prefeitura de Teresina. No entanto o pedido foi negado. E da sexta-feira para o sábado da semana passada a prefeitura decretou 10,5% de aumento na tarifa de ônibus de Teresina, passando de R$1,90 a R$ 2,10. Esse golpe traiçoeiro do prefeito indignou os estudantes que resolveram intensificar a luta.

Esse aumento é injustificável. O próprio Ministério Público Estadual do Piauí declarou a ilegalidade da planilha de custos que determina o preço da passagem. O lucro líquido dos empresários é de R$ 80 milhões mensais, juntando todas as empresas. De acordo com instituto Cepro, 40% da população economicamente ativa de Teresina recebe apenas um salário mínimo. Ou seja, apenas um membro da família gasta mais de 30% de seu salário com transporte coletivo. Assim sendo a população de Teresina não tem como arcar com este aumento.

Desde segunda (29/11) os protestos se intensificaram, de forma crescente. Uma das principais ações dos manifestantes consistiu em ocupar a principal avenida da cidade exigindo que o aumento fosse revogado. Por isso, alguns meios de comunicação afirmam inverdades, a exemplo, de que os estudantes estão fazendo uma suposta “baderna” na cidade ou que supostas influências políticas tentam desviar o movimento estudantil que está em luta. Nada mais falso e equivocado do que essas duas afirmações. Nossa luta é justa e consciente.

A origem do Fórum Estadual de Defesa do Transporte Coletivo se deu a partir da unidade de todos os lutadores/as que são contra o aumento de 10,5% e querem sua revogação. A unidade pressupõe aglutinar o máximo de entidades e movimentos sociais organizados para fazer a luta contra o aumento. É esse caráter amplo e plural que tem garantido vigor, força e mobilização cada vez mais fortes, elementos que têm potencializado a luta como ficou demonstrado dia 01/09 em que cerca de 30 mil estudantes marcharam sobre as ruas de Teresina, após o prefeito ter recusado a proposta de revogação imediata do aumento. O movimento coordenado pelo Fórum continuará os atos de protesto até que seja revogado o aumento dos 10,5%.

O culpado pelos protestos que estão paralisando a cidade é o prefeito Elmano Ferrero e o sindicato das empresas de ônibus. Conclamamos à toda população de Teresina a se unir aos estudantes para que possamos continuar essa luta pela revogação do aumento, até a vitória. O Fórum repudia, de forma veemente, a decisão autoritária do Setut em retirar os ônibus de circulação na cidade, nos turnos da tarde e da noite do dia 1° de setembro, prejudicando enormemente a população teresinense em seu deslocamento para casa, trabalho, local de estudo ou lazer. Repudia ainda a subserviência da Prefeitura Municipal de Teresina diante deste processo. Solidarizamos-nos ainda com os ativistas que foram presos ilegalmente durante as manifestações e denunciamos a truculência da Polícia Militar que resultou em ações violentas contra a juventude.

MARCHAR SOBRE TERESINA ATÉ VITÓRIA!

Participe da organização do grito dos excluído dia 7 de setembro 8h na Av. Marechal Castelo Branco

Fórum Estadual em Defesa do Transporte Público