Nota de Batay Ouvriye sobre o terror semeado pela Minustah

Em nota pública, a organização Batay Ouvriye (Batalha Operária) denuncia a ação assassina das tropas de ocupação da ONU no Haiti, tropas comandadas pelo exército brasileiro, sob ordens do governo Lula. Leia, abaixo, a íntegra da notaNós, da Batay Ouvriye, nos unimos todos para denunciar na voz mais alta possível, o papel que a Minustah está desenvolvendo frente à batalha que travamos junto a todo o povo para tratar de sair da odiosa dominação dos grandes comerciantes e do Estado reacionário a seu serviço.

Saindo de um papel supostamente de lutar contra os bandos armados, enquanto estão recheando de dinheiro seus bolsos, os militares da Minustah passaram estes dias a uma repressão aberta contra os manifestantes, em Les Cayes, Port-au-Prince, Ouanaminthe… Chegando a ferir e matar descaradamente nossa gente.

Agora, não estão deixando que nos reunamos nas ruas ou até em locais de costume. À noite, semeiam um verdadeiro terror em nossos bairros. Cada vez que passa uma patrulha, metralham sem parar, na altura das pessoas, forçando-nos a deitar no chão.

Esta tarde, até granada lançaram sobre a população, ferindo e matando outra vez pessoas em plena zona de mercado, chegando, assim, a queimar todas as mercadorias dos pequenos comerciantes.

Na Batay Ouvriye, sempre tivemos clareza sobre o que vieram fazer, quem e qual projeto de dominação-exploração vieram defender.

Hoje, da forma que os vemos parados entre nós e nossas reivindicações contra a fome, fica ainda mais claro: estes sanguinários devem ir embora! Agora mesmo!

Abaixo a ocupação! Abaixo a ocupação! Abaixo a ocupação!
Fora a Minustah!