Movimento organiza protesto unificado na vinda de Bush ao Brasil

Diversos setores do movimento se reuniram na última quinta-feira, 15 de fevereiro, para discutir ações para o dia 8 março, provável data da vinda de George W. Bush ao Brasil. Estiveram presentes Conlutas, Conlute, Jubileu Sul, MST, UNE, Marcha Mundial de Mulheres, PSTU, PSOL, PCB, entre outros.

A reunião definiu um calendário tendo como ponto comum a luta antiimperialista, cuja palavra-de-ordem central deverá ser “Fora Bush da América Latina”. Foram definidos, ainda, alguns eixos gerais para a manifestação, como a exigência da retirada das tropas brasileiras do Haiti e das tropas norte-americanas do Iraque e a luta contra as transnacionais e contra os tratados de livre comércio, como a Alca e o Nafta.

Na semana de 5 a 9 de março, será construída uma “Jornada contra Bush e o imperialismo”, com distribuição de cartazes e de um panfleto que leve à população e às bases do movimento o debate contra o imperialismo, bem como fomentar a discussão contra as transnacionais no Brasil. O movimento também deverá incentivar a construção de atividades em outros Estados.

Em São Paulo, local da reunião de Bush com o presidente Lula, um ato deverá ser realizado conjuntamente à manifestação do dia 8 de março, Dia Mundial da Mulher, que já vem sendo organizado por vários setores. A concentração será às 15h na praça Osvaldo Cruz, de onde sai em direção ao Masp, na avenida Paulista.

A próxima reunião será no dia 26 de fevereiro, às 18h, na rua dos Franceses, 4, em São Paulo.