Metalúrgicos da Volks do ABC param pela PLR

Os metalúrgicos da Volkswagen de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, decidiram entrar em greve nesta sexta-feira, 30, por tempo indeterminado após rejeitar a proposta de PLR (participação nos lucros e resultados) oferecida pela empresa.

Os trabalhadores pedem uma PLR de R$ 5.500 enquanto a Volks acena com uma oferta que varia basicamente de R$ 4.360 a R$ 4.700.

Os funcionários já tinham cruzado os braços na última sexta-feira, e hoje começaram uma forte greve contra a enrolação da montadora. Foram dois meses de negociação e o seu resultado é o desrespeito àqueles que garantiram, com o seu trabalho, os altos lucros da Volks no último período.

Os trabalhadores também estão na bronca com o presidente da empresa no Brasil, Sr. Hans-Christian Maergner. Ele, que dirigia a empresa na África do Sul e atacava os direitos dos trabalhadores daquele país, agora tenta impor o mesmo arrocho no Brasil. A greve é um aviso pro Senhor Hans: ‘segura a tua onda que a peãozada tá de olho em você!´.

A disposição dos trabalhadores é continuar em greve até que montadora dê a PLR que eles reivindicam.