Metalúrgicos da General Motors fazem passeata contra demissões

Trabalhadores da GM de São José dos Campos e Região, que estão em licença-remunerada, fizeram hoje uma passeata nas principais ruas do centro da cidade conta as possíveis demissões anunciadas pela montadora. A passeata saiu da sede do Sindicato e foi encerrada na prefeitura municipal, onde uma comissão de metalúrgicos foi recebida por um representante do prefeito Eduardo Cury. Cerca de 200 pessoas participaram da passeata.

A passeata faz parte da campanha contra as demissões que está sendo realizada pelo Sindicato.

“Se as demissões se concretizarem elas não vão afetar somente 600 pessoas. A economia da cidade também será abalada. Por isso, essa campanha é ampla. Vamos buscar apoio na sociedade, com parlamentares, sindicatos de luta e movimento popular”, ressaltou o presidente do Sindicato Luiz Carlos Prates, o Mancha.

Na última reunião com a General Motors, na terça-feira passada, a empresa reafirmou que há 600 “excedentes”. A licença-remunerada dos 420 trabalhadores foi prorrogada por mais uma semana. Eles entraram em licença no dia 20 de setembro e deveriam voltar dia 3.