João Pessoa (PB): PSTU lança Antonio Radical pré-candidato à prefeitura e chama Frente de Esquerda

Pré-candidatura de Antonio Radical é alternativa classista

As candidaturas para as eleições municipais 2012 em João Pessoa, aos poucos, vão começando a se definir. Várias pré-candidaturas já estão postas e a tendência é que boa parte destas se confirme para as eleições de outubro próximo. Grande parte ou já foi testada em cargos executivos ou tem compromissos com a atual (indi) gestão “socialista” que determina há 8 anos os destinos de nossa cidade.

As candidaturas de Estelizabel Bezerra (PSB) e Nonato Bandeira (PPS) têm por trás o mesmo avalista: o governador Ricardo Coutinho (PSB). Ambos carregam nas costas o peso de uma administração municipal marcada pelos escândalos da merenda escolar, do superfaturamento do lixo, ‘caso do gari milionário´ e de lucros milionários para os empresários dos ônibus, entre outros. Uma gestão marcada pelo sucateamento da Saúde e pela perseguição ao funcionalismo, com a educação pública administrada como se fosse privada e, sobretudo, marcada pelo clientelismo e nepotismo. Essa é a herança do “socialismo” de Ricardo Coutinho em João Pessoa nesses 8 anos.

A oposição de direita vem com duas pré-candidaturas. A primeira delas é a de Cícero Lucena (PSDB), atual senador e ex-prefeito da capital. Cícero Lucena deixou a prefeitura de João Pessoa de forma melancólica, para dizer o mínimo. Foi preso e algemado pela Polícia Federal, envolvido na “Operação Confraria”, acusado de corrupção e de ter desviado milhões de reais dos cofres públicos. Apesar disso, Cícero vem para essa campanha posando de bom moço para o povo da capital paraibana, tentando passar a imagem de “salvador da pátria”. Sem falar que Cícero é do mesmo partido do atual senador Cássio Cunha Lima, cassado quando governador por prática de corrupção. Cássio foi o principal responsável pela vitória eleitoral de Ricardo Coutinho nas eleições de 2010.

A outra opção da direita em João Pessoa é o ex-governador Zé Maranhão (PMDB). Sua pré-candidatura imposta no partido pelo seu peso nas estruturas internas deste sofreu recentemente um profundo ataque, com a decisão do TRE rejeitando suas contas da última campanha eleitoral, em 2010. Com isso, a pré-candidatura de Zé Maranhão, que já não contava com apoio massivo dentro do próprio PMDB, agora corre o sério risco de não mais existir. De todo modo, tal candidatura é mais uma afronta à classe trabalhadora de nossa capital, pois o PMDB nunca ofereceu outra coisa à nossa classe a não ser mais ataques e sofrimentos.

O PT decidiu, recentemente, lançar uma pré-candidatura própria, após intenso debate interno. Seu nome, o deputado estadual Luciano Cartaxo, é profundamente antenado com a direção nacional do partido e, por tabela, com a presidente Dilma. Vai, portanto, na campanha defender o atual Governo Federal que vem promovendo duros ataques aos trabalhadores brasileiros. Um governo que, em pouco mais de um ano de mandato, já privatizou os Correios, os Hospitais Universitários e, recentemente, os aeroportos de nosso país, além de promover dois supercortes no orçamento nacional, afetando principalmente áreas como educação, saúde, moradia, reforma agrária, entre outras áreas sociais. Portanto, apesar das aparências, é uma candidatura que nada de novo tem a oferecer aos trabalhadores e trabalhadoras de nossa cidade. Não custa lembrar que Cartaxo foi vice-governador de Zé Maranhão quando este assumiu o poder por conta da cassação de Cássio, num governo que pra variar, perseguiu o funcionalismo, especialmente a educação.

O PSTU não poderia, nesse momento, deixar de colocar para a classe trabalhadora de João Pessoa essas considerações e oferecer à nossa classe uma alternativa classista, socialista e de luta. Oferecemos aos trabalhadores e trabalhadoras de nossa cidade, à juventude que luta, aos que lutam contra as opressões, homens, mulheres, negros e negras, gays, lésbicas e transexuais, todos e todas que são explorados (as) e oprimidos (as) em nossa cidade, nosso país e neste planeta por este regime que não permite que todos (as) vivam em sua plenitude, um nome experimentado na luta, que vive o cotidiano dessa cidade há anos e que, reconhecidamente, está preparado para o debate e para, junto com nossa classe, dar uma virada nessa cidade.

O PSTU lança a pré-candidatura de Antonio Radical para debatermos um programa classista e socialista para a cidade de João Pessoa. Um programa para mudar a vida dos (as) trabalhadores (as) de João Pessoa.

Antonio Radical está há 25 anos na luta dos trabalhadores e conhece os problemas de nossa cidade. Participou das grandes mobilizações de nosso povo, em defesa do transporte público de qualidade, da educação pública, gratuita e de qualidade, por uma saúde pública, gratuita e de qualidade. Durante esses 25 anos, não existiu uma manifestação, um ato público, uma greve geral de trabalhadores, uma luta em defesa do patrimônio público que Antonio Radical não estivesse presente, participando ativamente. Na prefeitura, não será diferente. Com Antonio Radical, os trabalhadores não terão um prefeito. Terão um lutador defendendo seus interesses.

Queremos construir uma cidade onde o transporte coletivo saia das mãos de uma corja de empresários, que só visam o lucro, e venha para as mãos dos trabalhadores. Na prefeitura de João Pessoa, o PSTU vai estatizar o transporte coletivo, congelar imediatamente o preço das passagens e implantar o passe livre para estudantes e desempregados. Na educação, vamos debater com a categoria uma gestão de qualidade para o setor e acabar com o clientelismo nas direções das escolas. Na saúde, vamos acabar com a maquiagem de postos de saúde bonitos por fora, mas sem médicos atendendo o povo por dentro.

Vamos construir Conselhos Populares nos bairros, mas de uma forma bem diferente do que é hoje o “Orçamento Democrático”, que de “democrático” só tem o nome. E, principalmente, vamos promover uma auditoria nas contas públicas da prefeitura para saber em que está sendo aplicado o dinheiro público ao longo de todo esse tempo, onde em vez de satisfazer as necessidades dos trabalhadores, está servindo a gente como proprietários da SP Alimentação, “laranjas” como o Gari Milionário, e coisas do tipo. Com o PSTU na prefeitura, tudo isso será devidamente esclarecido!
O PSTU reafirma a pré-candidatura de Antonio Radical lançada em dezembro de 2011 em nota publicada em vários portais de nossa cidade. Essa pré-candidatura
atende aos interesses dos setores classistas de nosso Estado, daqueles que não se renderam e não se venderam, que ainda estão no mesmo lado da trincheira, ao lado da classe trabalhadora, contra os patrões e os governos. Com a pré-candidatura de Antonio Radical, o PSTU chama o PSOL e o PCB a conformarmos a Frente de Esquerda em João Pessoa e construirmos assim um pólo classista e socialista nas eleições municipais neste ano de 2012 na capital paraibana.

João Pessoa, Abril de 2012