Governo e direção dos Correios demitem trabalhadores

No dia 2, segunda-feira, a direção regional da ECT (Empresa de Correios e Telégrafos) demitiu o companheiro Fernando Proni, conhecido como “Ursão”. Essa demissão é um duro ataque à organização dos trabalhadores dos Correios.

O companheiro é delegado sindical eleito, ex-cipeiro, uma das lideranças das últimas greves e membro da oposição da Conlutas. Foi também candidato na última eleição do sindicato dos Correios de São Paulo.

Após as greves de 2007 e 2008, o governo Lula e a direção dos Correios aplicam uma política de perseguição aos trabalhadores, chegando ao ponto de demitir vários companheiros lutadores e lideranças da categoria. Demonstram assim que não respeitam o direito de greve dos trabalhadores. Essa política ocorre, na verdade, para impor metas cada vez mais absurdas aos funcionários e a redução do quadro funcional.

Isso é parte da política de privatização da ECT do governo e da direção dos Correios, que não querem contestação.

Post author da redação
Publication Date