Golpe da CUT não impede vitória da Conlutas nas eleições

Os trabalhadores da construção civil de Belém deram mais um exemplo de que é possível derrotar o governismo da CUT e as traições do governo na base. Nos dias 30 e 31 de março, foi realizada a eleição para eleger a nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de Belém (STICMBA – PA).

A CUT, mais uma vez, tentou barrar na Justiça um processo democrático dos trabalhadores. Uma liminar paralisou o processo por cerca de 7 horas. Contudo, a manobra judicial da CUT foi revogada e o processo foi retomado.

Cerca de 1.230 votos foram totalizados. A Chapa 1 – Pra Seguir Conlutas obteve 991 (85%) votos, contra 128 (11%) da Chapa 2, da CUT. Este resultado é uma prova de que a Conlutas segue sendo a principal alternativa para os lutadores. Ao contrário da CUT, é oposição ao governo Lula, às reformas sindical e trabalhista, e defende o fortalecimento da campanha salarial pela base e a necessidade de uma Frente Classista nas eleições de 2006.
Post author De Belám,
Publication Date