Estudantes ocupam reitoria da Universidade Federal de Alagoas

Os estudantes promoveram mais uma ocupação de reitoria nesse mês de maio. Estudantes da Ufal (Universidade Federal de Alagoas), por meio da Frente de Luta Contra a Reforma Universitária e do Movimento Terra, Trabalho e Liberdade (MTL) ocupam, neste dia 24, a reitoria da instituição. O protesto é contra medidas de privatização da universidade, empreendida pelo governo Lula e pela reitora Ana Dayse.

Os estudantes alegam que a reitora não cumpriu acordos firmados com os estudantes em 2005. Na ocasião, a reitoria assinou um termo se comprometendo em ampliar o atendimento ao restaurante universitário. Como forma de protesto, no último dia 22, os estudantes resolveram ocupar o RU e serviram o jantar de graça para todos.

Os estudantes também alegam que toda a pesquisa da universidade está voltada para o atendimento das necessidade econômicas dos usineiros alagoanos “Enquanto a assistência estudantil é precarizada, quase toda capacidade produtiva da Ufal é apropriada pelos usineiros, tudo com a condescendência e apoio da administração da universidade”, afirmam em um manifesto. Por isso, outra exigência é a criação de um Grupo de Trabalho com a participação de organizações dos movimentos sociais do campo para elaboração do projeto para criar uma Escola Agrotécnica de Agricultura Familiar. Algo que já foi defendido pelo Conselho Universitário da instituição.

Os ocupantes também defendem a ampliação da assistência estudantil, fim dos cursos de especialização pagos e se pronunciaram contra qualquer tentativa de restrição da meia-passagem estudantil.

LEIA TAMBÉM::