Em São Gonçalo, PSTU lança candidatura de Dayse Oliveira para a prefeitura

Professora, mulher negra, de luta e socialista, Dayse defenderá uma cidade para os trabalhadores.No último sábado, 30 de junho, o PSTU de Sâo Gonçalo realizou sua convenção para discutir eleições e as possíveis candidaturas do partido. A convenção foi realizada em Alcantra, um dos centros da cidade de São Gonçalo e contou com a presença de profissionais da educação, trabalhadores da construção civil e metalúrgicos. No fim, foi tomada a decisão de lançar Dayse Oliveira e Guilherme Portella à prefeita e vice respectivamente.

Nós do PSTU tínhamos proposto uma frente de esquerda com o PSOL e PCB, mas os companheiros (as) destes partidos não tiveram acordo em lançar uma candidatura em conjunto baseada em um programa eleito democraticamente e que defendesse os trabalhadorees. Esta decisão enfraquece o espaço a esquerda. Acreditamos que os trabalhadores estariam melhores representados por uma frente que, infelizmente, não foi constituída. Mas, a luta de classes não nos deixa espaços para chorar pelo leite derramado. Agora, é bola pra frente e usar nossas candidaturas em defesa das lutas dos trabalhadores e do socialismo.

Nesta mesma convenção foi tomada a decisão de lançar Edson Gomes Pimentel, o Pimentinha como ficou conhecido durante a greve de metalúrgicos de Niterói e Itaborai no mês passado, a candidatura a vereador. “Chegou a hora de lutar por um programa que defenda os trabalhadores de São Gonçalo e região! Chega de candidatos que batem nas costas dos trabalhadores durante as eleições e depois somem para suas mansões na zona sul do Rio de Janeiro. Não podemos deixar que a cidade de São Gonçalo seja governada para os ricos e poderosos por mais quatro anos” , disse Pimentel, quando perguntado sobre o motivo de sua candidatura.