Em Maceió, Lula é recebido com protestos

Desde o início da crise política, o presidente Lula adotou uma estratégia de inaugurações e viagens por todo o país, para tentar minimizar a queda de sua popularidade. Como se estivesse em campanha, Lula esteve nesta sexta-feira, dia l6 de setembro, em Maceió, para inaugurar um aeroporto. Mas não foi só cabos eleitorais e claques que o presidente encontrou em Alagoas. Deparou-se com um ato de protesto pelo Fora Todos!, organizado pelo PSTU, pela Conlutas e pelo Sindicato dos Petroleiros de Alagoas e Sergipe.

As entidades reuniram cerca de 50 militantes, sendo sua grande maioria era formada pela juventude universitária, da chapa de oposição ao DCE da UFAL. Durante o ato, mais 100 ou 150 pessoas se somaram ao protesto, cantando palavras de ordem como “Lula chegou de avião e vai sair de camburão”, “Passou, passou, passou um avião, nele está escrito que Lula é o pai do mensalão” e “É mensalinho, é mensalão, nesse governo só tem corrupção”.

CENSURA – Na entrada do aeroporto, seguranças da Presidência revistavam as faixas dos manifestantes. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, apenas as que elogiavam Lula puderam ser levadas. Entraram as faixas e cartazes dos sindicalistas governistas, como a do sindicato dos urbanitários, que dizia: “Lula é meu amigo, mexeu com ele mexeu comigo“. Outro sindicato que fez vergonha foi o dos Correios. Mesmo com 90% da categoria em greve no estado e o governo negando-se a aceitar as reivindicações dos trabalhadores, os pelegos levaram uma faixa dizendo “Lula, estamos com você“. Esta é a política entreguista da CUT, que passa por cima da base da categoria, revoltada com o governo, com a corrupção na empresa e cética com relação a política e a políticos, inclusive Lula.

Mas, a censura não conseguiu apagar o impacto do protesto da Conlutas e do PSTU. A participação popular e espontânea, que fez com que o ato dobrasse de tamanho, mostra que o governo e Lula estão cada vez mais desgastados. Outro destaque foi a grande receptividade do panfleto nacional do PSTU, gerando debates com diversas pessoas que o receberam.