Perdemos a nossa querida amiga e companheira Edmea das Graças Silva, que nos deixou nesse dia 17.

Nascida em Minas Gerais, mudou-se depois para São Paulo. Enfermeira, trabalhou entre outros locais, no Hospital do Tatuapé e no CTA Henfil. Edmea era uma guerreira na defesa da saúde pública, da luta dos trabalhadores e das trabalhadoras por sua emancipação, contra o racismo, pelo direito das mulheres e pela revolução socialista mundial.

Em 2001 ela começou a militar no PSTU e sua militância foi interrompida por um AVC há alguns anos. Deixa sua filha Luana e seu filho Adílson que trazem consigo muito da alegria crítica da Edmea. O mundo fica pior sem ela. Edmea presente!