E agora, José?

Existem duas mensagens opostas no ar. A primeira é da democracia burguesa, do governo, da grande imprensa, dos partidos majoritários: confie em algum dos candidatos que vão disputar o segundo turno, vote nele e espere pacientemente até que, uma vez eleito, ele mude a sua vida.

A segunda é a dos grevistas. Ao invés de esperar que o governo melhore sua vida, vamos à luta por melhores salários. É o momento para recuperar as perdas salariais de todos estes anos. Existe uma nova efervescência no movimento sindical, com a preparação de novas categorias para a luta.

Nós estamos de acordo com esta segunda mensagem. É a hora dos trabalhadores entrarem em cena, com metalúrgicos, químicos, e outras categorias. Os petroleiros já começaram a sua greve. Para que isso se dê, é necessário lutar contra a direção governista da CUT e seus dirigentes sindicais, que vão tentar evitar novas greves como a de bancários.

Queremos também agregar uma terceira mensagem: não concorde em votar no “menos pior” neste segundo turno. Vote nulo.

Em que a vida vai mudar com a eleição deste ou daquele representante do governo ou da oposição burguesa? Eles defendem a mesma política econômica. Prestem atenção ao exemplo da greve bancária, de como o governo, o PSDB e o PFL estão juntos, ao lado dos banqueiros contra os bancários.

As massas estão sendo enganadas outra vez, e esperam uma vida melhor com seus candidatos favoritos eleitos. Mais uma vez vão se surpreender, a situação vai piorar com as reformas neoliberais Trabalhista, Universitária e Judiciária que o governo está preparando, com a Alca, que será acelerada.

Tire suas próprias conclusões: para que votar em quem vai se utilizar de seu voto para fortalecer o ataque contra os trabalhadores e a juventude?

Vote 16 outra vez, vote nulo!
Post author
Publication Date