Demitidos fazem ato hoje na Volks

Neste 22 de março, haverá um ato contra as demissões de dois diretores do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. O ato será às 14h, na portaria Anchieta da Volkswagen de São Bernardo do Campo. O ato será mais uma das várias atividades para reivindicar a reintegração de Rogério Cerqueira Romancini e Luiz Carlos da Silva, conhecidos como Rogerinho e Biro-Biro respectivamente, ao quadro de funcionários da Volks. Além de os dois serem diretores do sindicato e de terem participado da greve do ano passado, Rogerinho também é militante do PSTU.

Rogerinho foi demitido em fevereiro deste ano e Biro-Biro em novembro do ano passado. Trata-se de perseguição política da fábrica aos dois dirigentes sindicais. As demissões ocorrem justamente no momento em que a empresa, apesar de seus recordes de vendas (2,72 bilhões de euros só em 2006), implementa um plano de demissões que visa alcançar 3.600 trabalhadores até 2008.

A Conlutas (Coordenação Nacional de Lutas) e diversas entidades e sindicatos iniciaram uma campanha contra as demissões. O ato desta quinta é parte desta campanha. Além disso, desde o dia 13 de março os dois dirigentes sindicais demitidos promovem um acampamento de protesto em frente à portaria da fábrica. Além disso, personalidades e entidades enviam todos os dias dezenas de moções à empresa repudiando as demissões e pedindo a reintegração.

Já assinaram o pedido os deputados federais Luciana Genro (PSOL/RS), Ivan Valente (PSOL/SP), Chico Alencar (PSOL/RJ), Luiz Sérgio (PT/RJ), Beto Albuquerque (PSB/RS), Fernando Coruja (PPS/SC), Vicentinho (PT/SP) e Miro Teixeira (PDT/RJ). Também já enviaram moções entidades como Conlutas, Andes, Pastoral Operária de São Paulo, Sinasefe, Intersindical e MST, entre outras. Também chegaram moções de Portugal, Espanha, França, Bélgica, Peru, Argentina, Costa Rica e Colômbia.

Para mais informações e modelo de moção, entre em contato com Yara Fernandes, da Assessoria de Imprensa PSTU, pelo telefone (11) 8211 9447 ou pelo e-mail [email protected]