Debate sobre os 35 anos da prisão dos ex-militantes da convergência será no dia 30 de junho

Revista Correio Internacional sobre os 30 anos da LIT será lançada no evento

Este será mais um “Sábado Resistente?, promovido pelo Memorial da Resistência de São Paulo e pelo Núcleo de Preservação da Memória PolíticaNo dia 30 de junho, ocorre o “Sábado Resistente” com debate sobre os 35 anos da prisão dos militantes da ex-Convergência Socialista, cidadãos que lutavam junto ao movimento operário pela derrubada da ditadura militar e pela legalização de um partido de trabalhadores que representasse e defendesse os interesses da classe operária.

O evento será realizado no Memorial da Resistência de São Paulo e versará sobre o legado deste Movimento. Além disso, serão debatidas as ações que estão sendo movidas nas últimas semanas pelo Ministério Público Federal para desvendar as responsabilidades pelos crimes que o Estado cometeu na região, atendendo às determinações da sentença da Corte Interamericana de Direitos Humanos.

“Sábado Resistente”, promovido pelo Memorial da Resistência de São Paulo e pelo Núcleo de Preservação da Memória Política, são um espaço de discussão entre militantes das causas libertárias, de ontem e de hoje, pesquisadores, estudantes e todos os interessados no debate sobre as lutas contra a repressão, em especial à resistência ao regime civil-militar implantado com o golpe de Estado de 1964. Os Sábados Resistentes têm como objetivo maior o aprofundamento dos conceitos de Liberdade, Igualdade e Democracia, fundamentais ao Ser Humano.

Veja a programação do dia 30 de junho:

14h:Boas vindas
Katia Felipini (Coordenadora do Memorial da Resistência de São Paulo)

Coordenação : Ivan Seixas (Presidente do Núcleo de Preservação da Memória Política)

Américo Gomes (Comissão dos presos e perseguidos políticos da ex-Convergência Socialista)

14h15:Apresentação dos dados

14h30 – 15h30: PALESTRAS

Bernardo Cerdeira – Jornalista, Editor da revista Versus, preso em 1977 e dirigente da ex-Convergêcia Socialista

Maria Salay – Operaria metalúrgica do ABC, dirigente das greves de 1977, militante da ex-Convergência Socialista

Álvaro Bianchi – Diretor do Arquivo Edgard Leuenroth e professor do Departamento de Ciência Política da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Américo Gomes – Advogado, membro da Comissão de Presos e Perseguidos Políticos da ex-Convergência Socialista

15h30: Projeção de vídeo sobre a história do movimento operário no final da década de 70-80 e a ligação com a ex-Convergência Socialista

16h00: HOMENAGEM

Nahuel Moreno – Ex-dirigente da Liga Internacional dos Trabalhadores, preso com os dirigentes e militantes da ex-Convergência Socialista

16h30: LANÇAMENTO

Revista Correio Internacional comemorativa dos 30 anos de fundação da Liga Internacional dos Trabalhadores

Endereço:
O Memorial da Resistência de São Paulo fica no Largo General Osório, 66 – Luz. A atividade será realizada no Auditório Vitae – 5º andar.