Contra as injustiças sociais, tome partido!

PSTU, o partido das lutas e do socialismo

Conheça o PSTU, um partido de mulheres, homens e jovens que lutam por um mundo sem injustiças sociais, um mundo socialistaAs cenas da brutal desocupação do Pinheirinho em São José dos Campos (SP) no início deste ano expôs de forma dramática algo que a imprensa e o governo tentam não mostrar: o Brasil continua sendo o país das injustiças. Apenas uma minoria goza dos privilégios da sexta economia do mundo.

Este continua sendo o país em que o crescimento econômico beneficia apenas as grandes empresas, enquanto os trabalhadores continuam amargando baixos salários. Em que quase metade do Orçamento vai para o pagamento de juros e amortizações da dívida pública aos agiotas internacionais, enquanto a Saúde e a Educação continuam à míngua. Em que a especulação imobiliária aprofunda o déficit habitacional. Em que os juros exorbitantes dos bancos corroem os salários dos trabalhadores e da classe média.

O governo Dilma, apesar do amplo apoio e das expectativas de grande parte dos trabalhadores, segue priorizando os interesses dos grandes bancos e empresas. Assim como os governos anteriores, Dilma não governa para os trabalhadores. As greves dos operários na construção da hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, as mobilizações dos trabalhadores em educação em todo o país e tantas outras lutas mostram porém que, se a injustiça social permanece hoje mais do que nunca, por outro lado os trabalhadores lutam e resistem.

O PSTU presta seu apoio incondicional a essas lutas e, mais do que isso, está no dia-a-dia dessas mobilizações. Nas greves operárias, manifestações do movimento popular e estudantil, estão as bandeiras vermelhas do partido. Isso porque acreditamos que só a luta muda a vida. No entanto, por mais importantes que sejam, essas lutas precisam de um sentido estratégico, para que não se percam pelo caminho e para que suas conquistas não sejam temporárias.

Só o socialismo pode acabar
com as injustiças sociais

Uma greve pode conquistar reajuste salarial, mas logo depois ele é ‘comido’ pela inflação. Uma mobilização estudantil pode arrancar medidas como abertura de vagas em uma universidade, mas isso não impede que posteriormente o governo corte recursos da Educação e sucateie essa universidade. Enquanto alguns conquistam moradias, outros tantos são expulsos de suas casas pela especulação imobiliária.

As injustiças sociais fazem parte do capitalismo. Não é possível um ‘capitalismo humanizado’, sem pobreza, miséria ou desigualdade em um sistema em que as grandes empresas privadas dominam. Em que a lógica da busca desenfreada por lucros se sobreponha aos mais elementares direitos do ser humano, como o direito à moradia, ao emprego e a uma vida digna.

A única forma de acabar de vez com as injustiças é superando esse sistema, extinguindo a exploração do homem pelo homem, e colocando a produção e as riquezas que nós mesmos realizamos em prol das necessidades da maioria da população. É para isso que existe o PSTU. Um partido formado por mulheres, homens e jovens, comprometidos com a luta pelo socialismo, por um mundo mais justo e igualitário. Um mundo sem injustiças sociais.

Conheça mais sobre o PSTU, sua história, propostas e organização. Tome partido!

CONTINUE LENDO

  • O que é socialismo
  • PSTU: Uma história de mais de 30 anos junto à classe operária
  • Nossa concepção de partido
  • Um partido que luta contra as opressões
  • Filie-se!