Chapa 1 vence eleições do Sindicato dos Metalúrgicos

Resultado saiu às 6h da manhã deste sábadoA Chapa 1, da Conlutas, venceu a eleição para a diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, com 65% dos votos válidos. A Chapa 2, ligada à CUT, ficou com 35%.

O resultado foi anunciado às 6 horas da manhã deste sábado, dia 25, pelo presidente da apuração, Gilberto Antonio Gomes, o Giba, da Federação Sindical e Democrática dos Metalúrgicos de Minas Gerais. A apuração começou por volta da 1 hora da manhã.

A participação dos metalúrgicos foi muito expressiva: mais de 12 mil trabalhadores votaram (os números finais da votação serão publicados no próximo Jornal do Metalúrgico).

Eleição ratifica desligamento da CUT
Esta eleição sindical teve um caráter relevante: foi a primeira disputa depois que o Sindicato se desfiliou da CUT, em agosto de 2004. “A decisão dos metalúrgicos ratificou a rejeição à CUT, central pelega que defende o governo e os ataques aos direitos dos trabalhadores”, definiu Adilson dos Santos, o Índio, presidente eleito, que comandará a entidade, junto com outros 40 diretores, de maio de 2006 à maio de 2009.

Pleito democrático
O advogado do pleito, Aristeu Pinto Neto, destacou que a eleição foi marcada pela transparência e democracia, mesmo com a tentativa da oposição de boicotá-la. “Foi uma participação recorde dos trabalhadores metalúrgicos nas urnas, dentro de um processo em que a lisura e a democracia foram as principais marcas”, disse o advogado.

A Chapa 2, apesar de ter paridade e total igualdade no número de mesários e fiscais, preferiu não participar do pleito, incentivando, inclusive, os trabalhadores a não votar.

A oposição conseguiu adiar na Justiça a eleição por um dia, mas a decisão foi derrubada pelo Tribunal Regional do Trabalho de Campinas, que autorizou a realização do pleito. A Chapa 2 ainda tentou recorrer, mas o juiz negou o pedido dos cutistas.

Comemoração
Apesar do cansaço, os trabalhadores e ativistas da Chapa 1 vibraram muito com o anúncio de sua vitória nas eleições do Sindicato.

O atual presidente, Luiz Carlos Prates, o Mancha, e o recém-eleito, Adilson dos Santos, o Índio, foram saudados pelo público que acompanhou a apuração no ginásio da Escola João Cursino, no Centro de São José dos Campos.