Casos de corrupção mostram que PT e PSDB são iguais

A corrupção toma novamente o noticiário nacional. E os escândalos não são poucos. A lista engrossa a cada semana e mostra, sobretudo, que os grandes partidos dos blocos do PT e do PSDB são iguais também na roubalheira.

O escândalo que mais se destacou nas últimas semanas envolve a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. Ela é acusada de fazer pressão na venda relâmpago da VarigLog para os “laranjas” de um fundo norte-americano.

Tudo acabou em Pizza
Na última semana, terminou num rodízio de pizzas a CPI do Cartão Corporativo. Com ampla maioria na CPI, a base aliada governista aprovou um relatório e rejeitou os pedidos de indiciamento dos ministros Altemir Gregolin (Pesca) e Orlando Silva (Esportes), entre outros. Os ministros pagaram gastos pessoais com o cartão corporativo do governo em restaurantes, hotéis e viagens.

As causas da corrupção
Com tantos escândalos de corrupção a maioria da população chega a uma conclusão bastante comum: no Brasil não existiam partidos e sim gangues organizadas para assaltar o orçamento público. Com o PT não foi diferente. Apesar de defender por anos a “ética na política”, bastou chegar ao governo federal para que o partido aplicasse a mesma roubalheira dos governos anteriores. Mas isso tem explicação.

O Estado capitalista, além de garantir o interesse geral da burguesia, como a defesa da propriedade privada e seus negócios, também é árbitro dos interesses particulares dos distintos setores burgueses.

A luta dos distintos partidos burgueses para controlar o governo e administrar o aparato do Estado expressa os interesses dos setores burgueses e seus representantes dentro das instituições. Isto significa que toda alta burocracia do Estado é a representante direta da burguesia. Dessa forma, a burguesia se utiliza da corrupção para ampliar seus negócios. Por isso, a burocracia também é corrompida pelas distintas frações burguesas para facilitação dos negócios.

Assim, a corrupção da burocracia que administra os negócios do Estado é parte carnal do sistema. Ou seja, a roubalheira não é uma exclusividade do Brasil. Existe em todo o mundo, como ficou explícito nos diversos escândalos de corrupção envolvendo o governo Bush.

Por isso, ao optar pela administração dos negócios da burguesia contra a maioria do povo explorado, o PT incorpora os mesmos métodos com os quais todos os governos burgueses atuam. O resultado não poderia ser diferente. Pizzas, propinas, compras de voto, impunidade são partes do expediente comum adotado pelo governo Lula.