‘Cansados’ estão os metalúrgicos da LG.Philips

Artigo publicado no jornal Vale Paraibano, no dia 21 de agostoNesta semana, a juíza da 2ª Vara do Trabalho de São José dos Campos, Dora Góes, começou a fazer a homologação das demissões dos cerca de 1.200 trabalhadores da empresa LP Displays (ex-LG.Philips), que ficaram desempregados após o fechamento da fábrica na cidade.

A empresa está fechando quatro unidades no país, o que vai gerar o fim de cerca de 5.000 postos de trabalho, diretos e indiretos. Tudo isso, porque os cinescópios (tubos de TV), que até então eram produzidos no país, agora serão importados das fábricas da própria LG.Philips na China, onde se paga salários miseráveis e a mão-de-obra é superexplorada, e serão montados na Zona Franca de Manaus, sem pagar imposto.

Em meio a toda esta crise, o presidente da Philips, Paulo Zottolo, resolveu liderar o movimento “Cansei”, criado por empresários, socialites, celebridades e pela turma da “alta roda” paulistana, que afirmam estar cansados da “situação brasileira”.

O movimento, apelidado de “Cansei”, mas intitulado oficialmente como “Movimento Cívico pelo Direito dos Brasileiros”, é encabeçado pela OAB de São Paulo e pelo empresário João Dória Jr, famoso na região pelo shopping de alto luxo que monta durante a temporada de inverno em Campos do Jordão.

Enquanto se faz de “bonzinho” e “cansado” perante a mídia, Zottolo só não conta que são as multinacionais LG e Philips que são as verdadeiras donas da LP Displays, que está fechando suas portas no Brasil, deixando milhares de trabalhadores “no olho da rua”.

O “cansado” presidente da Philips foi muito esperto, quando no começo do ano mudou o nome da fábrica de São José, de LG.Philips para LP Displays. Assim, as marcas multinacionais parecem não ter nada a ver com as demissões.

O presidente da Philips está “cansado”, só se for dos benefícios que recebeu do poder público quando instalou suas fábricas, de receber dinheiro através do BNDES e das manobras que fez pra tentar dar o calote nos funcionários.

O fato é que cansados estão os trabalhadores brasileiros. Desde quando foi anunciado o fechamento da empresa, os trabalhadores da LG.Philips e o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região fizeram de tudo para tentar evitar esta troca de produção, cobrando dos governos federal, estadual e municipal uma intervenção junto à empresa.

Mas, os governantes estavam “cansados” demais para agir e tentar preservar o trabalho de milhares de pais de família.

Os metalúrgicos, mais uma vez, foram obrigados a pagar o preço da ganância das empresas e do descaso dos governos municipal e estadual (PSDB) e federal (PT), perdendo seus postos de trabalho.

O fechamento da LG.Philips não é um caso isolado, é parte da reestruturação das empresas globais que estão levando ao fechamento fábricas em vários países e também aqui no Brasil. É parte da guerra fiscal que se instituiu no país e da política econômica do governo Lula que só visa garantir lucros aos grandes empresários e banqueiros.

O que Zottolo, o governo Lula e toda a burguesia podem ter certeza é que nós, trabalhadores brasileiros, não estamos cansados e vamos continuar nossa luta contra todos estes ataques.

Não vamos engolir a hipocrisia que é este movimento “Cansei” da burguesia, preocupada apenas em capitalizar o desgaste do governo Lula, mas que também é responsável pela situação do país. Também não nos enganamos com a contra-ofensiva da CUT e do PT, com outro movimento “Cansamos”, preocupados também somente em reagir a este setor da direita e preservar o governo Lula.

Vamos continuar a mobilizar os trabalhadores para defender seus direitos e conquistar suas reivindicações.

LEIA TAMBÉM
O fracasso do ‘Cansei’