Campanha denuncia boicote da imprensa

A candidatura de Zé Maria enfrenta as campanhas milionárias de Serra e Dilma, financiadas por grandes bancos e empresas, além das diferenças gritantes no tempo de rádio e TV no horário eleitoral. E não é só. Enfrenta ainda o boicote de grande parte da mídia, que esconde a candidatura e veta a participação nos debates.

Contra isso, militantes do PSTU e ativistas começaram uma campanha denunciando o boicote e exigindo maior democracia na cobertura das eleições, em defesa do direito da população à informação, já que os eleitores ficam impossibilitados de saber quem são os candidatos. “De uma só vez, as redes de TV e os grandes jornais desrespeitam dois direitos fundamentais no processo eleitoral: o direito de o eleitor saber quais são os candidatos e o que propõe cada um deles”, afirma Zé Maria em carta de denúncia do boicote.

No dia 8 de agosto, mesmo dia em que foi realizado o debate da Band, restrito a apenas os quatro presidenciáveis, ativistas e militantes foram ao Twitter e denunciaram o veto. A expressão #zemarianodebate apareceu como a tag (expressão) mais digitada no programa de internet naquele dia. Um outro passo da campanha foi o envio da carta de Zé Maria aos jornais e emissoras, reivindicando isonomia na cobertura das eleições. Apenas nos dois primeiros dias, cerca de 500 mensagens já haviam sido enviadas.

Com o início da campanha na TV, o PSTU vai utilizar os vídeos na internet para superar o pouco tempo no horário eleitoral e, ao mesmo tempo, atingir o maior número de pessoas. Assim, os vídeos veiculados no horário eleitoral são complementados e ganham uma versão estendida, que vão ao ar na web. Entre na campanha e ajude a furar o bloqueio da mídia. Acesse os vídeos no Portal do PSTU, ou através dos boletins enviados por e-mail, e envie-os a seus contatos.
Post author
Publication Date