Baixar salários e acabar com mordomias

A democracia dos ricos é uma ficção e o Congresso é a maior prova disso. Não existe nenhuma possibilidade de “ocupar o Estado por dentro”, de ganhar essa instituição para o lado dos trabalhadores. Essa já foi a ilusão dos reformistas, ao achar que se poderia eleger cada vez mais deputados e, um dia, ser maioria e ganhar a instituição para o socialismo.

A própria eleição dos deputados já é viciada, privilegiando os que têm mais dinheiro. Para os eleitos, sobram ofertas de vantagens, materiais e corrupção, que conseguiram, por exemplo, mudar o caráter do PT.

Essa instituição serve somente para a dominação econômica e política dos poderosos, e se não fosse a indignação nacional, seria capaz de votar um aumento de 67% para si e de 0,1% para o funcionalismo público federal, como proposto pelo governo.
Nós defendemos um outro regime, em um outro Estado. Um regime em que os trabalhadores possam decidir realmente sobre os destinos do país, e que só pode ser alcançado com uma revolução socialista.

Para este Congresso, porém, além de denunciar implacavelmente seu caráter patronal e corrupto, nós defendemos algumas medidas imediatas que seriam as seguintes:

  • Todos os parlamentares devem receber o salário de um operário qualificado, sem nenhuma mordomia;
  • Abertura do sigilo bancário de todos os parlamentares e cassação imediata dos corruptos;
  • Revogabilidade dos mandatos dos parlamentares: os eleitores devem ter o direito de poder tirar um parlamentar que não cumpra com suas promessas eleitorais.

    Post author
    Publication Date