Ato pela revolução Russa lota auditório no Rio de Janeiro

Auditório do SINDSPREV-RJ

Evento no SINDSPREV reuniu grande parte da vanguarda socialista cariocaNo dia 13 de novembro, em uma noite fria de terça-feira, o PSTU promoveu no Rio de Janeiro o Ato Político “90 anos da Revolução Russa” no Auditório do SINDSPREV-RJ, com presença do companheiro Valério Arcary.

Entre os mais de 200 militantes e ativistas presentes se destacavam os estudantes da UFRJ que recentemente ganharam o DCE da Universidade, os profissionais de educação que acabaram de realizar uma intervenção vitoriosa no Congresso do SEPE/RJ, os negros e negras do GT da Conlutas, que realizaram seu vitorioso Encontro Nacional, os servidores públicos federais que estão na luta para derrotar as reformas do governo Lula e os membros da Oposição Metalúrgica de Niterói.

Da mesa, saudaram o ato o companheiro André, representando o MTL, João Batista Babá, representando a Corrente Socialista dos Trabalhadores, e Cláudio Gurgel – professor da UFF e histórico militante socialista, que interviu lembrando a política de Lênin em vários momentos do processo revolucionário.

Pelo PSTU falaram Cyro Garcia, abrindo a atividade e lembrando a importância das “lições da Revolução de Outubro” para a atualidade da luta revolucionária, a companheira Dayse Oliveira que lembrou a importância das lutas contra as opressões para o programa revolucionário, a companheira Natália representando a juventude do partido e defendendo a estratégia da aliança operário-estudantil, e o companheiro Ricardo Tavares representando a Direção Nacional do partido chamando todos os simpatizantes presentes a entrarem em nosso partido.

Por último, quando já havia enorme expectativa dos presentes, falou Valério Arcary, que lembrou a importância da teoria da Revolução Permanente de Trotsky, as políticas do Partido Bolchevique em todo o ano de 1917 até a preparação da insurreição vitoriosa de outubro e chamou a reconstrução da IV Internacional como uma tarefa atual para os revolucionários. Da Platéia, os militantes responderam cantando ” Olé, Olé, Olé, Olá, somos a morte do capital, somos trotskystas da IV Internacional”.

Ao final, foi cantado com grande animação o Hino da Internacional. E antes de iniciar a confraternização, ao ritmo da Internacional, foi cantado “parabéns para você”, afinal o companheiro Valério Arcary estava completando aniversário naquele dia.

  • Visite o especial dos 90 anos da Revolução Russa